São Francisco, via Canadá – parte II

Continuando a história da viagem via Toronto, que é um dos aeroportos mais limpos e vazios que conheço. Sério, você pode sentar e comer no chão do terminal.  Só conheço  igual em Zurich. Nem Pequim, nem Singapura conseguem ser iguais.

Como sou cidadã americana, não preciso de visto pra entrar no Canadá  (precisaria ver com a Air Canadá, se brasileiro precisa visto para trânsito). Saí do avião e fui andando em direção à imigração, quando dei de cara com uma esteira expressa! Expressa, como freeway :-), vai numa velocidade absurda, quase voando ao lado da esteira “não expressa”.

Chegando na imigração canadense, eles mandam o pessoal que vai pros EUA seguir em frente. Quer dizer, não passa na imigração no Canadá, por isso não vejo sentido em ter visto pra lá. A partir desse ponto, eles estavam testando um novo sistema de conexão, chamado “scan,look and go”, que deve funcionar assim:

1- Passe o cartão de embarque para o próximo destino pelo scanner, (você já recebeu seu cartão no Brasil). O meu destino era São Francisco, mas essa conexão funcionaria muito bem pra Costa Leste também.

2-Ande alguns metros, e espere seu nome aparecer em uma tela. Quando seu nome estiver lá, é sinal de que sua mala já está sendo transferida para a conexão americana. É o que precisa para passar para o passo número 3.

3-Caminhe em direção à imigração americana, que funciona lá, exatamente da mesma forma que funciona aqui nos EUA. Podemos dizer que é um pedaço dos EUA, dentro do aeroporto do Canadá.

Daí é só procurar o seu portão, e embarcar. Para mim tudo funcionou perfeitamente. Saí do avião, que me trouxe do Brasil  às 5:45 am, e estava sentada no meu voo pra São Francisco às 6:20am.

O que eu achei? Só vejo vantagens nesse trajeto. A Air Canada normalmente funciona melhor que as companhias americanas, a comida é melhor, e tudo é mais vazio, inclusive o aeroporto. Também gosto da solução de fazer  imigração no Canadá, assim você já fica livre quando chega nos EUA.

Quanto ao sistema que está sendo testado, vejo uma grande vantagem, que é a de não precisar pegar sua mala. Ela vai direto pro seu voo, e você só a retira no destino final. Achei isso ótimo.

Esse sistema vai funcionar? Tenho minhas dúvidas.Tinham umas 10 pessoas enquanto eu esperava meu nome aparecer na tela. Mas imaginem toda a multidão que fica na esteira, lá parada, tentando encontrar o nome numa telinha de TV? Outra coisa, é o que fazer se você tem mais de uma mala? Precisa esperar por todas? E finalmente, a pergunta que fiz, e ninguém soube responder: o que acontece se meu nome não aparecer? Não posso ir embora sem mala? Ninguém gosta de perder conexão,porque a mala não aparece.

Essa foi minha experência com a Air Canadá, e eu gostei. Meu voo de conexão foi com a United, que é parceira da Star Alliance, que é onde eu tenho milhas.

8 ideias sobre “São Francisco, via Canadá – parte II”

  1. Mabili, tente ligar direto pra Air Canada, eu fiz pelo site da United que me mostrou esse voo, pela parecria deles via Star Alliance. bj

  2. Gente, super obrigada pelas informações sobre o visto pra vir pra os EUA, via Canada. Além das informacoes super uteis, ouvimos experiencia de ooutras pessoas que tb gostaram bastante da alternativa. bj

  3. Olá! Eu adorei a idéia de ir por Toronto e até os valores das passagens, mas minha questão é: Como comprar este trecho? Eu procurei no site da Air Canada, e não têm onde pesquisarmos os preços e destinos como têm no site das outras companhias. Quem já foi/comprou/pesquisou passagem neste trecho por gentileza me dê um help! Beijos Mary!

  4. Olá!
    Eu tirei meu visto americano e o canadence em menos de dois meses consegui os dois. Foi super tranquilo!

    Tais Moreira

  5. Maryanne,

    É necessário sim o visto canadense para os passageiros em trânsito no Canadá e é a mesma solicitação de visto feita por pessoas que vão permanecer no Canadá (ou seja os mesmos procedimentos frente ao consulado, o mesmo trabalho, os mesmos documentos exigidos, tudo igual)… e para ter o visto canadense de trânsito é necessário primeiro ter o visto do país de destino.
    Ainda vale lembrar que demora cerca de 10 dias úteis para o visto canadense ser processado e entregue.
    Portanto, os brasileiros com destino aos USA e conexão no Canadá devem se organizar para ter tempo suficiente para solicitarem os dois vistos.

    Recentemente (novembro/2012) comprei passagens de São Paulo para Los Angeles com conexão em Toronto, com tarifa excelente (U$800) e sabendo que encontraria essa excelente prestação de serviços, conforto e comodidade como vc descreveu tão bem (também me surpreendi ao perceber que o tempo de vôo era praticamente o mesmo de outras rotas).

    Acabamos de voltar de viagem (chegamos ontem) e quero mais uma vez agradecer-lhe pelas dicas que foram sensacionais. Desde a organização do roteiro até a realização dos programas e nas escolhas de restaurantes em São Francisco e região, suas informações foram preciosas.

    Mto obrigada, abraços.

  6. Maryanne ,
    eu quase fui de Air Canada ano passado justamente pelo serviço e pelo 777 e não a porcaria do 763 da AA e 767 muito velho da TAM que saem de Bhte.
    A informação que tenho é que tem sim que tirar visto mesmo que só para passagem em conexão no Canada. É um visto diferente e bem fácil de tirar mas os brasileiros tem sim que tirar.
    Vou confirmar esta informação esta semana e coloco aqui para o pessoal.
    Acho que vale MUITO a pena pegar este vôo e tem tarifas excelentes. Quando cotei estava U$700 .
    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *