Roteiro da Andreia – com crianças

Já disse um montão de vezes que adoro receber os roteiros dos leitores, porque  além de serem super úteis, mostram uma atenção especial para com a blogueira, e eu fico muito feliz com isso 🙂   O roteiro que recebi da Andreia, foi um pouquinho mais especial porque veio com uma informação nova pro blog: programação para crianças, em todas as cidades que ela passou com o marido, um casal de amigos e duas crianças de 4 anos. Super obrigada Andreia, suas informaçãos  serão ótimas pros pais que andam por aqui. Então, aqui vai o roteiro que recebi da Andreia:

“Nossa viagem começou no início de Setembro e durou o mês todo. Realmente é o melhor período para conhecer a região, considerando o clima perfeito, sem chuva!
Viajamos em 2 casais e 2 crianças de 4 anos. Compramos todos os ingressos para parques e atrações e fizemos todas as nossas reservas em todos os hotéis pela internet, ainda no Brasil.

Nosso hotel em SFO superou minhas expectativas, pois considerando um hotel de 2
estrelas, achei bem razoável! Ficamos no The Grant Hotel, um hotel administrado por
chineses, limpo, com wi-fi e computador no lobby grátis, e ainda café da manhã (simples)
incluso! A localização do hotel era excelente, a 2 quadras da Union Square.

Compramos o City Pass que incluía o tour para Alcatraz, que só pode ser comprado por
telefone. Eles pedem o nº do seu cartão de crédito (algo bem comum nos EUA) e depois
da confirmação do cartão, eles enviam um e-mail com o voucher. O único inconveniente
neste caso é que é preciso retirar o city pass nos guiches do Pier 33 (onde saem os
barcos para Alcatraz). Como marcamos nossa ida à Alcatraz para o primeiro dia, tivemos
que pagar o cable car somente na ida para o Pier. Os outros dias, tanto o cable car como
os ônibus (MUNI) estão inclusos no city pass.

Fiquei impressionada como SFO estava cheia de turistas mesmo em “baixa” temporada.
As paradas do cable car sempre estavam lotadas! A boa notícia é que o sistema de
ônibus é bem fácil de entender e bem eficiente! Basta ter um mapinha na mão!

Deixamos para comprar os casacos da Uniqlo (sugeridos pela Maryanne no blog, rs) para
as crianças aqui em SFO, pois vi no site deles que havia uma loja na cidade (pertinho da
Union Square e a caminho do ponto final do Cable Car). Mas qual foi nossa tristeza em
descobrir que a única loja da California não trabalhava com a linha infantil!! Mas eu e
minha prima ficamos tão encantadas com os casacos que compramos cada uma 1 e
ainda encomendamos os das crianças pela internet, porém com entrega para LA, nossa
próxima parada.

No primeiro dia pegamos o Cable Car e descemos na Lombard St. De lá, fomos à pé até o Pier 39, uma bela caminhada quando se está com crianças de 4 anos… Almoçamos no Pier 39 e fomos à pé para o Pier 33, pois nosso tour para Alcatraz saía às 14h40. Sabia que Alcatraz seria um pouco sombrio para as crianças, mas resolvemos ir assim mesmo.Eu optei por não fazer o áudio-tour completo e parei na metade, pois meu pequeno estava com sono, mas os outros que fizeram ficaram maravilhados e elogiaram bastante! A vista na volta (final de tarde) foi linda!

2º Dia: pegamos o MUNI para Civic Center, de lá fomos à pé até a Alamo Square. Nesse trajeto descobrimos 2 parquinhos que foram parada obrigatória para as crianças (Patrícia´s Green e Hayes Valley Playground), sem contar com o parquinho da Alamo Square. De lá, pegamos um ônibus até o Golden Gate Park. A entrada que pegamos para esse parque foi bem decepcionante (ao final da Hayes St.) e não condiz com a beleza do parque todo! O conservatório de flores estava LINDO (não sei se é assim o ano todo né.. rsrs) e fomos direto à Academy of Science pois estávamos morrendo de fome! Almoçamos no Academy Cafe, ótima opção de comida saudável (tudo orgânico) para as crianças, interessante sistema de atendimento. Depois do almoço fomos explorar o museu. Quando saímos, já era fim de tarde e estávamos esgotados! Pegamos um ônibus na porta do museu e voltamos para Union Square. Foi uma pena que só tivemos esse dia para conhecer o parque… poderia ter passado mais 2 dias inteiros lá!

Obs: Deixamos para comprar o carrinho para as crianças e o booster (assento para carro) nos EUA. Porém tivemos muita dificuldade para achar lojas que vendiam esses acessórios em SFO!! Somente no 3º dia encontramos uma City Target (pelo que entendi, é uma Target menor) e uma Ross for Less…

3º Dia: Compramos o stroller na Target, e fomos caminhando até o Ferry Building. Chegamos na hora do almoço. Almoçamos por ali. Passamos a tarde no Exploratorium, um museu de ciência MUITO legal! As crianças (e os adultos) passaram horas se divertindo! Jantamos uma sopa no pão (chowder soup) no Pier 39.

4º Dia: Dia de passeio de bicicleta!! Pegamos o cable car até a região do Pier. Optamos pelo Blazing Saddles, pois tínhamos cupom de desconto nos guias. Mas passamos em 2 lojas da rede e eles sempre nos mandavam para a loja principal deles, no final da Hyde St (ponto final para a linha Hyde/Powell do cable car). O atendimento é bem seco, mas eles dão toda a orientação para o percurso com um vídeo que mostra todos os trechos do passeio sugerido. Finalmente pegamos nossas bicicletas com as cadeirinhas para as crianças e capacetes. Começamos nosso passeio lá mesmo, cruzamos a Golden Gate e fomos até Sausalito. O trajeto até a Golden Gate é bem tranquilo, com subidas que você pode ir pedalando ou descer da bike e levá-la. Na ponte também o transito de bicicletas X pedestres é bem ordenado (fico pensando nesse trajeto durante a alta temporada!) – fiz esse passeio de bicicleta também na ponte do Brooklin em NY, por exemplo, e achei NY bem mais caótico! A nossa surpresa foi que, depois da ponte, simplesmente caímos numa auto-estrada até o centro de Sausalito!!! Vendo assim, parece uma loucura pegar a bicicleta com crianças na garupa, e descer aquela autopista cheia de curvas e carros! Mas até que foi tranquilo, pois os motoristas respeitam muito! Claro que chegamos mortos né… Almoçamos por lá e voltamos de ferry, até o pier 33. Mais pedalada pelos piers de SFO de volta para devolver a bike – com um pôr do sol maravilhoso…. Fechamos o último dia maravilhosamente e muito cansados!!

5º Dia: não conseguimos retirar nosso carro na Union Square. Mas isso foi só um motivos para pegar o BART (pelo menos 1 vez né) até o Aeroporto. Pegamos o carro e começamos nossa viagem pela costa até terminar em Vegas!

Daí fizemos aquele roteiro bem conhecido: Aquário de Monterey, Carmel, Solvang, Los Angeles, parques da Disney, Las Vegas e Grand Canyon.

Queria ter ficado mais dias em SFO… mas fica o pretexto de voltar outra vez né!

Algumas observações:

– Para conhecer melhor a cidade de Carmel e Monterey vale a pena dormir 2 noites lá. Dormimos apenas 1 e posso dizer que conheço somente de passagem.

– Alugamos uma van de 7 lugares da Chrysler. O vendedor da locadora falou que seria muito apertado para tanta gente com tanta mala (4 adultos, 2 crianças e 5 malas, no início da viagem). Brasileiros e teimosos que somos, decidimos ficar com este carro mesmo, mesmo com o conselho amigo do vendedor “depois não falem que não avisei”…. Como combinamos de deixar as compras somente para a última parada da viagem (Las Vegas), o carro deu para o gasto… mas nas mudanças de cidades ia BEM apertado com malas saindo pela janela! ahahahh

– Estávamos na dúvida se ficávamos com o carro em Vegas ou não… Ficamos com o carro, por causa das crianças e foi a melhor opção!! Apesar de no mapa tudo parecer perto, os hotéis são uma caminhada considerável um do outro. E como há estacionamentos grátis em praticamente todos os hotéis, compensa!

– Optamos em ir para o Grand Canyon também de carro! Decidimos pelo West Rim por ser mais perto (2,5h de Vegas). Saímos 9h e às 19h00 estávamos de volta. Viagem tranquila e muito agradável. Chegando lá, tudo é muito organizado. Paramos o carro no estacionamento e as visitações são feitas com os ônibus locais. O pacote mais barato custa U$ 40,00 por adulto e não dá direito à refeição no local. Como não sabia ao certo o que íamos encontrar para comer, levamos sanduíche e lanchamos em um dos pontos. Na volta paramos em Hoover Dam, e apreciamos outro final de dia lindo! Eu já tinha feito esse roteiro + Yosemite Park na minha adolescência, mas queria revisitar tudo isso com minha família e principalmente levar meu marido para conhecer o Grand Canyon! Amo a California de paixão e me sinto muito acolhida aí. Sou fã!!

Maryanne, quero agradecer todas as dicas do seu blog, sua atenção e seu espirito de compartilhar tudo isso é muito especial! Acho isso fascinante nos blogs de viagem! Obrigada por tudo!”

Obrigada você, Andreia. Um beijo!

22 ideias sobre “Roteiro da Andreia – com crianças”

  1. Andreia,
    Gostaria de “trocar umas idéias” com você. Que tipo de cadeira veio na bicicleta que vocês alugaram? Estou indo com meu filho de 4 anos agora em Maio e quero alugar uma bike para ir até Sausalito e estou pensando em pegar um trailler de bicicleta para o pequeno. Se puder passar mais informações meu email é luciaklem@yahoo.com.br.
    Abraços.

  2. Estou planejando uma viagem à California com meu marido e filhos (11 e 6 anos) em fevereiro de 2015. O roteiro é o tradicional San Francisco a Los Angeles, com Grand Canyon e Las Vegas (incluindo os parques Disneyland, Universal, Sea World…). Estou preocupada com as chuvas. Fevereiro é mesmo tão ruim assim??? 🙁

  3. Olá Andréa e Maryanne!
    Essa questão dos pernoites está complicando a minha viagem… difícil precisar quanto tempo levaremos de deslocamente entre as cidades e quanto considerar em paradas, etc.
    Então fica a pergunta: seria arriscar demais não reservar os hoteis das cidades entre Monterey e Los Angeles? Pretendo ficar em hoteis da rede Holiday Inn ou similar…
    Ah! O período é a segunda quinzena de março/14.
    Obrigada.

  4. Oi Ana Claudia, nao é necessario pernoitar se vc for só nas 2 vinicolas, mas pra fazer o passeio de balao, vc precisa lá muito cedo, pois els saem com o nascer do sol. Contate a empresa de balão, e veja da onde els saem, pra dai escolher o hotel. um bj, M

  5. Oi, Maryanne!
    Em primeiro lugar, queria te parabenizar pelo blog tão bom e por nós ajudar tanto na preparação de nossas sonhadas viagens!
    Vou com minha família( marido, filho de 14 e filha de 12) a Califórnia em abril e queria umas dicas. Vamos chegar por San Francisco e passar 3 noites. Eu iria no Napa Valley apenas para passar o dia, mas meu filho quer ir no castelo de Amorosa e eu na vinícola do Coppola, então acho melhor pernoitar. Qual cidade vc me indica e como eu faço pra fazer passeio de balão?

    Antecipadamente agradeço

    Ana Claudia

  6. Oi Marcia, leia os posts com os roteiros “SF-LA”, lá tem muitas indicaçoes do que fazer.Eu dormiria uma noite em Carmel ou Monterey e outra noite em Santa Barbara. Acho que os roteiros postados vao te ajudar bastante a decidir o que é melhor pra vc.
    ë facil dirigir em SF, pegue o carro um dia antes sim. um bj, M

  7. Oi, Maryanne,

    Em primeiro lugar, parabéns pelo blog. É excelente. Sei que vai me ajudar muito (me lembrou o Conexão Paris, que fez maravilhas pela minha viagem quando fui para Paris).

    Sei que você já postou várias coisas sobre o roteiro SF-LA, mas mesmo lendo as ótimas postagens, fiquei com uma dúvida grande.

    Estou indo em janeiro de 2014 com minha sobrinha adolescente (16 anos) ficar uns dias na California.

    Vamos chegar em San Francisco, ficar cinco dias, pegar um carro, descer pela costa para LA, e ficar mais uns cinco dias lá.

    Reservei duas noites – quase três dias – para o passeio pela costa. Essa parte da viagem fui eu quem quis (por isso só tenho duas noites, foi o que consegui negociar com minha adolescente) , e tenho mais interesse em Monterey, Carmel e Big Sur.

    Vou sair de San Francisco por volta de meio dia no primeiro dia (gostaria de sair mais cedo, mas não sei se dá, por causa da hora que marquei para pegar o carro – estou tentando mudar isso), e reservei um quarto em Carmel para a primeira noite. Porém, não consigo me decidir onde durmo a segunda noite, para poder aproveitar direito Monterrey, Carmel e Big Sur: Cambria, San Luis Obispo ou Santa Barbara?

    Vale a pena deixar um tempo para conhecer Santa Barbara? Ir de Cambria para LA no terceiro dia, direto, é muito puxado, saindo bem cedo? (meu check in só começa as 15 horas em LA, de qualquer forma).

    Desculpe se você já respondeu essa dúvida antes, mas realmente não achei resposta para essa minha dúvida.

    Obrigada,

    Marcia

  8. Andreia, obrigado! Vamos optar mesmo pelo CityPass pois além do muni e cable car queremos fazer 3 dos 4 passeios. Então vale a pena! Bjks

  9. Oi Andreia! Adorei o seu roteiro! Estamos indo em dezembro, eu, meu marido e nosso dois filhos de 11 e 8 anos e vamos tb de san fran ate vegas passando por big sur! Vamos dormir em carmel, santa barbara, santa monica, san diego e finalmente vegas. Vamos pegar o carro só no dia de ir embora de san fran então pelo que li vale a pena adiquirir o city pass ou muni. Vc acha o city pass melhor? Tb peguei por aqui a dica do casaco mas como vou a Orlando antes dessa viagem pretendo comprar por lá! obrigado!

  10. Oi Mauro.
    Eu aluguei o carro pela CVC, ainda aqui no Brasil, e tinha solicitado a retirada na Union Square mas eles falaram que o único local de retirada seria no Aeroporto (achei estranho…). A locadora foi a Alamo. Tinha um estacionamento da Alamo bem em frente ao nosso hotel, mas estava escrito que era somente para devolução.
    Como falei, pegamos o BART da Union Square até o aeroporto (super tranquilo), pegamos nosso carro e voltamos ao hotel para pegar as malas e as crianças.

  11. Olá Maryanne! Vim aqui contar minha experiência de viagem de 15 dias com minha família pela California e Las Vegas, programada com a ajuda do seu blog.
    Viajamos eu, meus dois irmãos na casa dos 30, e meus pais.
    Embarcamos no dia 20/09 de São Paulo para Los Angeles.
    Chegamos em LA por volta do meio-dia e retiramos o carro na Fox Rent a Car do Aeroporto de LA.
    Minha primeira dica fica para o site “economycarrentals.com”. Nele você faz a cotação do tipo de carro, cidade de retirada e de devolução, datas, etc..e ele apresenta para você um preço imbatível. Posteriormente, é enviado um voucher com a indicação da locadora que oferecerá para você o serviço. Valeu muito a pena, pois os preços que eles praticam não achei em nenhuma locadora, e não tive nenhum problema.
    Tiramos o primeiro dia para descansar e conhecer um pouco as proximidades do hotel, que ficava em Hollywood.
    Segundo dia, um sábado, fomos para o Universal Studios Hollywood. O Parque é excelente. Eu já havia ido no de Orlando há dois anos atrás, mas sempre vale a pena. Meus pais adoraram. É diversão garantida.
    No domingo, saímos em direção a San Diego, nosso segundo destino da viagem. Passamos por San Clemente, pois meu irmão mais novo pratica surf e emprestaria uma prancha de surf de um amigo que mora lá para pegar umas ondas na California.
    Após nos instalarmos no hotel em Mission Bay, fomos para Mission Beach, pois esse meu irmão surfista queria ir ao Wave House, um parque na beira da praia que tem duas piscinas com ondas artificiais para surfistas. Ele ficou lá se divertindo e nós fomos conhecer a praia. À noite fomos conhecer um pouco da cidade.
    Segunda-feira, segundo dia em San Diego, fomos para a praia de La Jolla e LA Jolla Shores. Meu irmão foi pegar umas ondas em La Jolla Shores. O legal dessa praia é que tem um parque muito bonito em frente e em um dos pontos tem vários leões marinhos (acho que são) que ficam brincando e tomando sol bem próximos.
    À noite fomos passear pelo Gaslamp Quarter, que é a área de maior agitação noturna do centro de San Diego.
    No terceiro dia, fomos para Pacific Beach, na minha opinião, uma praia que é mais parecida com as nossas. Tem um calçadão na frente, em que o pessoal fica andando de bicicleta, skate, etc…E tem também uma grande variedade de bares e restaurantes. Vale a visita.
    Sobre San Diego, a cidade é espetacular. Vale a visita. Mas é também uma cidade enorme e bem espalhada. Para ir de um lugar para o outro você inevitavelmente pega a Freeway, então acaba sendo rápido. Mas tem que estar de carro, especialmente se forem poucos dias e você não conhece muito bem como se locomover usando o transporte público.
    Quarta-feira, saímos de San Diego em direção a San Clemente para o meu irmão devolver a prancha para o amigo dele. Depois, passamos por Huntington Beach, que é conhecida como “Surf City” americana. Tem até uma calçada da fama, no estilo Hollywood, com o nome dos surfistas de sucesso.
    Daí, seguimos em direção ao nosso próximo destino: Las Vegas.
    Chegamos por lá de tardezinha. A noite chegando. Impressionante.
    Ficamos no Rio All Suites. Escolhi em função do valor da diária estar muito mais barata que outros hotéis similares para a época. Não fica na Strip. Mas estando de carro em Las Vegas, não é problema, pois você estaciona em qualquer hotel gratuitamente. E é a melhor forma de se locomover porque tudo é impressionantemente grande.
    Ficamos em Las Vegas de quarta-feira até sábado, visitando os casinos e foi um tempo suficiente para vermos os principais.
    Destaco o “Tix4Tonight”, um serviço que vende shows e buffets de almoço e jantar por um preço promocional. Compramos um almoço na “Pampas” Churrascaria brasileira que fica no Casino do Planet Hollywood. Matamos a saudade do churrasco, pois já estávamos um pouco saturados da comida americana/mexicana.
    Jogamos um pouco nos caça níqueis de 1 centavo e isso nos garantiu vários drinks de graça. Enquanto você estiver jogando, não interessa o que, os garçons passam te servindo drinks. Para garantir que eles voltassem, dávamos um dollar de gorjeta..rs..
    Jogamos na roleta também. Meu irmão ganhou 40 dólares…rs
    Na sexta-feira eu e meus irmãos fomos a uma pool party no Hard Rock Casino. Não era uma das festas mais badaladas, mas deu para ter um gostinho da coisa. A boa mesmo era no sábado, mas era o dia de pegarmos o voo para San Francisco.
    Embarcamos para San Francisco no sábado. Voamos de Jet Blue, mas vale a pena pesquisar a companhia Southwest Airlines. Só fiquei sabendo depois que já havia comprado pela Jet Blue, pois ela não aparece nos pesquisadores padrão tipo kaiak, decolar, etc. Por pouca coisa a mais, daria para ter pego um voo direto e com direito a duas bagagens despachadas. Na Jet Blue o voo tinha uma escala e somente a bagagem de mão e a primeira bagagem despachada eram gratuitas. Mas isso acabou não fazendo diferença para a gente.
    Em compensação, o avião é muito confortável (melhor que o da Copa no trecho GRU/LAX) e o preço mais em conta. Como viajávamos em 5 pessoas, qualquer economia multiplicada por 5 vira compras no Outlet. Mas isso é mais para frente.
    Chegamos em San Francisco e fomos procurar o Lorrie’s Shuttle, um serviço de traslado que eu havia contratado. Encontramos bem fácil e embarcamos rumo ao Fisherman’s Wharf, onde ficava nosso hotel.
    Chegamos em San Francisco no começo da noite de sábado e, após nos instalarmos, fomos a pé até a padaria Boudin, onde tomamos a famosa sopa no pão. Muito boa. Todo mundo adorou. Mas se estiver com muita fome, talvez não seja suficiente. Mas vale a pena provar. É muito boa e o pão tb é ótimo.
    No dia seguinte, embarcamos no Fisherman’s Wharf no ônibus da Big Bus Tours, para começar a conhecer a cidade.
    Valeu a pena, pois tínhamos pouco tempo na cidade, e foi uma boa maneira de irmos direto aos principais pontos. Além disso, os ônibus dessa empresa possuem áudio tour em português. Alguns ônibus possuem somente o guia ao vivo, mas você pode descer e pegar o seguinte.
    Compramos o passe de 48 horas e usamos nos dois dias para visitar Golden Gate, Lombard Street, Alamo Square, Golden Gate Park, Civic Center, Union Square, Ferry Building, etc.
    Atravessamos a Golden Gate caminhando de um lado para o outro no primeiro dia e foi muito bacana. O tempo estava ótimo e foi possível tirar belas fotos.
    No segundo dia, pudemos passar por lá novamente em um dos trajetos do ônibus e a atravessamos sob um intenso nevoeiro. Tivemos a sorte de ver os dois extremos.
    No terceiro dia veio a maior decepção da viagem. Era o dia da nossa esperada visita a Alcatraz. Porém, ao chegarmos lá nos deparamos com o ShutDown do governo americano. Todos os parques nacionais haviam sido fechados em função do impasse no Congresso Americano sobre o orçamento deles.
    Foi oferecido um passeio alternativo ao redor da baía, mas a gente não quis nem saber. Nosso negócio era a ilha. Aí resolvemos pegar o dinheiro de volta e foi devidamente creditado o estorno na fatura do cartão de crédito.
    Após a visita a Alcatraz, pegaríamos o carro e deixaríamos San Francisco sentido Monterey. Como a visita foi cancelada, decidimos tentar pegar o carro mesmo mais cedo e aproveitar para passar num Outlet em Milpitas, no caminho de Monterey.
    Fizemos isso e aproveitamos para adiantar umas compras nesse outlet. Na verdade algumas lojas desse shopping são outlet e outras não, mas fizemos boas compras lá. Muitas lojas eram sim outlet’s.
    Chegamos em Monterey e demos uma passada em Carmel à noite para vermos a cidade.
    No dia seguinte saímos cedo e passamos por lá novamente. Faltou tempo para conhecer melhor Monterey e Carmel.
    Então fizemos 17-mile drive e pegamos a Pacific Highway 1 em direção a Santa Barbara onde dormiríamos.
    Paramos várias vezes no caminho para fotos, e etc. Gostaria de ter descido no Julia Pfeifer Burns State Park, recomendado aqui no blog em alguns roteiros, mas como um dos meus irmãos estava se recuperando de uma cirurgia no pé e não poderia andar na trilha, abandonamos a idéia.
    Chegamos a Santa Barbara no fim do dia. Cidade muito bacana também. Boa opção de parada. Demos uma volta para “conhecer” rapidamente e fomos comer uma pizza.
    No dia seguinte, penúltimo da viagem, era o dia das compras no Outlet de Camarillo. Passamos o dia lá fazendo algumas compras.
    Saímos umas 17h30 sentido Santa Monica, nosso último destino, e optamos por pegar o trecho de estrada que passava por Malibu.
    Chegamos no Hotel em Santa Monica, ajeitamos as compras nas malas e deixamos tudo pronto para o último dia.
    Saímos do hotel pela manhã e fomos conhecer Santa Monica, o famoso pier, etc.
    Voltamos ao hotel, pegamos as malas e fomos ver a calçada da fama em LA e Rodeo Drive. Almoçamos no Hard Rock de Hollywood, nosso último programa.
    Depois, partimos para o Aeroporto para embarcar de volta ao Brasil.
    Foi uma baita viagem, graças às dicas aqui do blog.
    Para o perfil da minha família, que não se liga muito em roteiro essencialmente cultural como museus, etc.. o roteiro foi adequado.
    Agradeço a existência desse blog, que foi fundamental para planejar todo o roteiro.

    Abçs

  12. Andreia,
    no seu 5º dia vc comenta que não conseguiu retirar seu carro na Union Sq.
    Estou com o mesmo problema. Aluguei pela Alamo e o hotel que vou ficar é muito próximo desta “filial” da locadora. Já tentei entrar em contato coma a Alamo mas eles não consueguem entender o que eu quero. Apenas trocar o local da retirada do carro que em princípio é no Aeroporto.
    Por que vc não conseguiu. O que eles alegaram?
    Valeu!

  13. Oi Mauro!
    Terei o prazer de ajudá-lo! Acho que a melhor maneira seria aqui pelo blog mesmo, pois a sua dúvida pode ser a mesma de outras pessoas. O que achas?

    Luciana, durante algumas noites pegamos 17ºC e usei este casaco com uma camiseta fina de manga curta por baixo, e posso dizer que mesmo assim passei frio, pois o vento na área do Pier é bem intenso e gelado! Não sei se para dezembro uma blusa de lã por baixo resolveria….

  14. Maryanne

    Dei uma pesquisada no blog sobre a indicação dos casacos Uniqulo , te pergunto:Para o inverno (dezembro) a indicação do que vestir é a mesma?

    Obrigada,

    Luciana

  15. Parabéns Andreia pelo seu relato e pela iniciativa do blog por te-lo publicado.
    Vem muito a calhar pra mim, uma vez que em dezembro estarei fazendo esse mesmo percurso. Não devo ter a mesma sorte da Andreia quanto aos dias de Sol.
    Mas… gostaria de me comunicar c0m a Andreia para tirar algumas dúvidas que eu tenho e pegar outras dicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *