Roteiro do Ricardo

Outro leitor, outro roteiro super detalhado, cheio de dicas incríveis de São Francisco e do Sul da California, pois ele foi até San Diego e Las Vegas. Como vocês, o roteiro do Ricardo. Aproveitem!

“Olá Maryanne! Vim aqui contar minha experiência de viagem de 15 dias com minha família pela California e Las Vegas, programada com a ajuda do seu blog.
Viajamos eu, meus dois irmãos na casa dos 30, e meus pais. Embarcamos no dia 20/09 de São Paulo para Los Angeles.Chegamos em LA por volta do meio-dia e retiramos o carro na Fox Rent a Car do Aeroporto de LA.

Minha primeira dica fica para o site “economycarrentals.com”. Nele você faz a cotação do tipo de carro, cidade de retirada e de devolução, datas, etc..e ele apresenta para você um preço imbatível. Posteriormente, é enviado um voucher com a indicação da locadora que oferecerá para você o serviço. Valeu muito a pena, pois os preços que eles praticam não achei em nenhuma locadora, e não tive nenhum problema.

Tiramos o primeiro dia para descansar e conhecer um pouco as proximidades do hotel, que ficava em Hollywood.

Segundo dia, um sábado, fomos para o Universal Studios Hollywood. O Parque é excelente. Eu já havia ido no de Orlando há dois anos atrás, mas sempre vale a pena. Meus pais adoraram. É diversão garantida.

No domingo, saímos em direção a San Diego, nosso segundo destino da viagem. Passamos por San Clemente, pois meu irmão mais novo pratica surf e emprestaria uma prancha de surf de um amigo que mora lá para pegar umas ondas na California.
Após nos instalarmos no hotel em Mission Bay, fomos para Mission Beach, pois esse meu irmão surfista queria ir ao Wave House, um parque na beira da praia que tem duas piscinas com ondas artificiais para surfistas. Ele ficou lá se divertindo e nós fomos conhecer a praia. À noite fomos conhecer um pouco da cidade.

Segunda-feira, segundo dia em San Diego, fomos para a praia de La Jolla e LA Jolla Shores. Meu irmão foi pegar umas ondas em La Jolla Shores. O legal dessa praia é que tem um parque muito bonito em frente e em um dos pontos tem vários leões marinhos (acho que são) que ficam brincando e tomando sol bem próximos. À noite fomos passear pelo Gaslamp Quarter, que é a área de maior agitação noturna do centro de San Diego.

No terceiro dia, fomos para Pacific Beach, na minha opinião, uma praia que é mais parecida com as nossas. Tem um calçadão na frente, em que o pessoal fica andando de bicicleta, skate, etc…E tem também uma grande variedade de bares e restaurantes. Vale a visita.

Sobre San Diego, a cidade é espetacular. Vale a visita. Mas é também uma cidade enorme e bem espalhada. Para ir de um lugar para o outro você inevitavelmente pega a Freeway, então acaba sendo rápido. Mas tem que estar de carro, especialmente se forem poucos dias e você não conhece muito bem como se locomover usando o transporte público.

Quarta-feira, saímos de San Diego em direção a San Clemente para o meu irmão devolver a prancha para o amigo dele. Depois, passamos por Huntington Beach, que é conhecida como “Surf City” americana. Tem até uma calçada da fama, no estilo Hollywood, com o nome dos surfistas de sucesso. Daí, seguimos em direção ao nosso próximo destino: Las Vegas.Chegamos por lá de tardezinha. A noite chegando. Impressionante.

Ficamos no Rio All Suites. Escolhi em função do valor da diária estar muito mais barata que outros hotéis similares para a época. Não fica na Strip. Mas estando de carro em Las Vegas, não é problema, pois você estaciona em qualquer hotel gratuitamente. E é a melhor forma de se locomover porque tudo é impressionantemente grande.

Ficamos em Las Vegas de quarta-feira até sábado, visitando os casinos e foi um tempo suficiente para vermos os principais. Destaco o “Tix4Tonight”, um serviço que vende shows e buffets de almoço e jantar por um preço promocional. Compramos um almoço na “Pampas” Churrascaria brasileira que fica no Casino do Planet Hollywood. Matamos a saudade do churrasco, pois já estávamos um pouco saturados da comida americana/mexicana.

Jogamos um pouco nos caça níqueis de 1 centavo e isso nos garantiu vários drinks de graça. Enquanto você estiver jogando, não interessa o que, os garçons passam te servindo drinks. Para garantir que eles voltassem, dávamos um dollar de gorjeta..rs.. Jogamos na roleta também. Meu irmão ganhou 40 dólares…rs

Na sexta-feira eu e meus irmãos fomos a uma pool party no Hard Rock Casino. Não era uma das festas mais badaladas, mas deu para ter um gostinho da coisa. A boa mesmo era no sábado, mas era o dia de pegarmos o voo para San Francisco.

Embarcamos para San Francisco no sábado. Voamos de Jet Blue, mas vale a pena pesquisar a companhia Southwest Airlines. Só fiquei sabendo depois que já havia comprado pela Jet Blue, pois ela não aparece nos pesquisadores padrão tipo kaiak, decolar, etc. Por pouca coisa a mais, daria para ter pego um voo direto e com direito a duas bagagens despachadas. Na Jet Blue o voo tinha uma escala e somente a bagagem de mão e a primeira bagagem despachada eram gratuitas. Mas isso acabou não fazendo diferença para a gente. Em compensação, o avião é muito confortável (melhor que o da Copa no trecho GRU/LAX) e o preço mais em conta. Como viajávamos em 5 pessoas, qualquer economia multiplicada por 5 vira compras no Outlet. Mas isso é mais para frente.

Chegamos em San Francisco e fomos procurar o Lorrie’s Shuttle, um serviço de traslado que eu havia contratado. Encontramos bem fácil e embarcamos rumo ao Fisherman’s Wharf, onde ficava nosso hotel. Chegamos em San Francisco no começo da noite de sábado e, após nos instalarmos, fomos a pé até a padaria Boudin, onde tomamos a famosa sopa no pão. Muito boa. Todo mundo adorou. Mas se estiver com muita fome, talvez não seja suficiente. Mas vale a pena provar. É muito boa e o pão tb é ótimo.

No dia seguinte, embarcamos no Fisherman’s Wharf no ônibus da Big Bus Tours, para começar a conhecer a cidade. Valeu a pena, pois tínhamos pouco tempo na cidade, e foi uma boa maneira de irmos direto aos principais pontos. Além disso, os ônibus dessa empresa possuem áudio tour em português. Alguns ônibus possuem somente o guia ao vivo, mas você pode descer e pegar o seguinte.

Compramos o passe de 48 horas e usamos nos dois dias para visitar Golden Gate, Lombard Street, Alamo Square, Golden Gate Park, Civic Center, Union Square, Ferry Building, etc. Atravessamos a Golden Gate caminhando de um lado para o outro no primeiro dia e foi muito bacana. O tempo estava ótimo e foi possível tirar belas fotos.

No segundo dia, pudemos passar por lá novamente em um dos trajetos do ônibus e a atravessamos sob um intenso nevoeiro. Tivemos a sorte de ver os dois extremos.

No terceiro dia veio a maior decepção da viagem. Era o dia da nossa esperada visita a Alcatraz. Porém, ao chegarmos lá nos deparamos com o ShutDown do governo americano. Todos os parques nacionais haviam sido fechados em função do impasse no Congresso Americano sobre o orçamento deles. Foi oferecido um passeio alternativo ao redor da baía, mas a gente não quis nem saber. Nosso negócio era a ilha. Aí resolvemos pegar o dinheiro de volta e foi devidamente creditado o estorno na fatura do cartão de crédito.

Após a visita a Alcatraz, pegaríamos o carro e deixaríamos San Francisco sentido Monterey. Como a visita foi cancelada, decidimos tentar pegar o carro mesmo mais cedo e aproveitar para passar num Outlet em Milpitas, no caminho de Monterey. Fizemos isso e aproveitamos para adiantar umas compras nesse outlet. Na verdade algumas lojas desse shopping são outlet e outras não, mas fizemos boas compras lá. Muitas lojas eram sim outlet’s.

Chegamos em Monterey e demos uma passada em Carmel à noite para vermos a cidade.
No dia seguinte saímos cedo e passamos por lá novamente. Faltou tempo para conhecer melhor Monterey e Carmel. Então fizemos 17-mile drive e pegamos a Pacific Highway 1 em direção a Santa Barbara onde dormiríamos.

Paramos várias vezes no caminho para fotos, e etc. Gostaria de ter descido no Julia Pfeifer Burns State Park, recomendado aqui no blog em alguns roteiros, mas como um dos meus irmãos estava se recuperando de uma cirurgia no pé e não poderia andar na trilha, abandonamos a idéia.

Chegamos a Santa Barbara no fim do dia. Cidade muito bacana também. Boa opção de parada. Demos uma volta para “conhecer” rapidamente e fomos comer uma pizza.
No dia seguinte, penúltimo da viagem, era o dia das compras no Outlet de Camarillo. Passamos o dia lá fazendo algumas compras.

Saímos umas 17h30 sentido Santa Monica, nosso último destino, e optamos por pegar o trecho de estrada que passava por Malibu. Chegamos no Hotel em Santa Monica, ajeitamos as compras nas malas e deixamos tudo pronto para o último dia. Saímos do hotel pela manhã e fomos conhecer Santa Monica, o famoso pier, etc. Voltamos ao hotel, pegamos as malas e fomos ver a calçada da fama em LA e Rodeo Drive. Almoçamos no Hard Rock de Hollywood, nosso último programa.Depois, partimos para o Aeroporto para embarcar de volta ao Brasil.

Foi uma baita viagem, graças às dicas aqui do blog. Para o perfil da minha família, que não se liga muito em roteiro essencialmente cultural como museus, etc.. o roteiro foi adequado. Agradeço a existência desse blog, que foi fundamental para planejar todo o roteiro.”

Eu que agradeço, Ricardo. Beijão pra você.

11 ideias sobre “Roteiro do Ricardo”

  1. Alan, a empresa está nos posts, é a Blazing Sadles. Se suas crianças estao acostumadas a andar de bicicleta, acho que nao tem problema. um bj, M

  2. Gostaria de indicação para empresa de aluguel de Bike.
    Gostaria de fazer o passeio para Sausalito e voltar de Ferry.
    Será que é muito pesado para crianças de 7 e 9 anos de idade?
    Outra coisa, vou em janeiro. será que é possivel? Indica algum horario para ter melhor vista?

  3. Oi, Maryanne!
    Moro em Curitiba vou pra Califórnia em abril. Estou super empolgada com a viagem. Vi um programa local dando dicas de San Francisco. Achei um máximo. Fiquei super atenta a tudo e quando vi, era você! Farei mais ou menos o roteiro do Ricardo. Só que chego em San Francisco e venho descendo a costa até San Diego. Depois, Las Vegas. Tudo de carro. Gostaria de ter seu contato para, quem sabe, contratar seu serviço de guia.
    Com certeza farei do seu blog meu guia! E, sem dúvida, será uma viagem e tanto!
    Abraço.

  4. Oi Liza, estacionamento em SF é bem caro. Pq vcs nao devolvem o carro na locadora e pegam de novo qdo sairem de SF? bj, M

  5. Olá Claudia,
    como a Maryanne disse, eu fiz tudo sozinho pesquisando pela internet, principalmente aqui neste blog. Apenas adaptei alguns roteiros que já estavam aqui. Com as informações que você irá encontrar é possível programar um roteiro com a sua cara.
    Mas aproveito para responder sua dúvida, complementar o post e dizer que ao programar sozinho consegui economizar em relação ao preço do pacote que cotei com agência.
    Para hospedagem utilizei o site “hoteis.com”. Gostei muito desse site, pois o dólar estava oscilando bastante e permitia fechar o preço com antecedência e com boas condições de parcelamento, além da qualidade das informações.
    As passagens eu pesquisei através do kayak.com e decolar.com e depois adquiri diretamente nos sites das empresas aéreas.
    Sem falar que a parte da pesquisa e programação é quase tão divertida quanto a viagem em si. Por outro lado, é preciso estar atento para não cometer nenhum erro. Enfim, espero ter ajudado. Bjs

  6. Ola, Maryanne!

    Moro em Lincoln, NE. e vou passar o fim do ano em Cali. Entretanto como venho lendo o seu blog voce aconselhou em nao usar carro em SF porem irei chegar e voltar pelo LAX, entao precisarei alugar um carro p eu e meu namorado podermos passear mas quando chegarmos em SF o carro ficara parado e como pesquisei e voce afirmou no blog os estacionamentos sao caros e nao queria gastar esse dinheiro. Tem como voce me dar um dica de algum lugar em SF que possa deixar o carro e nao pagar. Ficaremos um 4 dias em SF.
    Obrigada!!!

  7. Oi Claudia, infelizmente nao posso te passar o e-mail dele, o blog nao funciona assim.O Ricardo fez tudo sozinho, pesquisando na internet. Aqui sao respondidas duvidas gerais, vc tb ode perguntar coisas que nao estao escritas aqui. Leia os roteiros, tem mu informação boa lá. um bj, M

  8. Estou programando uma viagem à Califórnia em maio ou junho de 2014 e pensando nas possibilidades de roteiro, e por isso achei bem interessante o roteiro do Ricardo. Eu poderia conseguir o e-mail dele para obter mais informações sobre a viagem (fez tudo por conta, ou teve ajuda de agência? Quantos dias no total de viagem? Quantos dias em cada lugar?).
    Obrigada!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *