Roteiro do Leo – tão completo que vai virar 3 posts!

A viagem do Leo começou em São Francisco, foi pra Highway 1, Los Angeles e Las Vegas. Ele foi um amor, e mandou um roteiro tão detalhado, que resolvi dividir em 3 posts, assim vocês não perdem nenhuma dica importante. Segue aqui a primeira parte, que inclui São Francisco, Sausalito e Vale do Napa. Atenção pessoal, muitas dicas boas aqui. Mais uma vez, meu obrigada de coração aos leitores que mandam seus roteiros depois da viagem. It means a lot to me 🙂

“Antes de mais nada quero agradecer à Maryanne pela simples existência do Hotel California. Ele pautou a minha viagem e certamente qualquer brasileiro nos últimos anos que tenha feito pesquisas sobre San Francisco e da Califórnia esbarrou com as informações precisas e de bom gosto desse blog. Parabéns Maryanne, você presta um serviço sensacional a todos nós!

Bem, vamos então ao relato. Eu e minha namorada Fernanda fizemos a tão sonhada rota San Francisco – Highway 01 – Los Angeles – Las Vegas, em 12 dias (contando um dia na ida e um na volta em Miami é o tempo máximo, em nossa opinião, para não sentir saudade da cama e do travesseiro de casa). Para o leitor se pautar, somos um casal de classe média à classe média alta que opta em geral por programas de bom custo x benefício e escolhe uma ou outra atração fora de série, daquelas que vale a pena pagar caro.

SAN FRANCISCO:
Alugamos carro somente no último dia para conhecer os arredores, por que o transporte público dentro da cidade funciona muito bem. Chegando ao aeroporto (distante mais ou menos meia hora de carro da região central) você tem 3 opções de transporte: Pegar o BART (metrô de lá), que custa 8 dólares por pessoa, facílimo de chegar, muito bem sinalizado e razoavelmente próximo da área de desembarque; pegar um Shuttle Service (vans que vão parando em cada hotel conforme roteiro que fazem na hora, considerando o destino dos passageiros), a 17 dólares por pessoa; e táxi – mais ou menos 50 dólares a corrida. Optamos pelo BART, funcionou perfeitamente, e em 35 minutos estávamos desembarcando na estação Powell (exatamente na frente da saída dos bondes), na região da Union Square, e a uma quadra do nosso hotel. Uma dica: passe no posto de informações que fica bem no local de retirada das malas e compre um Muni Pass, que te dá direito a acesso ilimitado aos bondes e ônibus (só não ao BART – metrô). Se for pegar o hope on, hope off (ônibus turístico que você pode descer em cada atração e pegar outro a cada 20 min) não acho necessário comprar o pass.

A Union Square é sem dúvida melhor do que o Fisherman´s Wharf para se hospedar. A região dos piers é abarrotada de turistas, e na Union Square, além da maior quantidade e variedade de hotéis, a circulação de gente mistura locais e visitantes.

Ficamos no Hotel Nikko, um quatro estrelas muito confortável e bem localizado. As diárias de um hotel desse porte em San Francisco giram em torno de 250 dólares. Como não queria abrir mão do conforto e da localização central e não estava afim de pagar tanto, fui no site priceline.com, um dos principais de viagens dos EUA, e acessei a seção chamada “name your own price”, em que você diz quanto está disposto a pagar, escolhe a região da cidade, o número de estrelas do hotel e oferece o lance. Se ele for aceito o site já faz a reserva, debita do seu cartão e só depois diz qual é o hotel que você se hospedará. Como sei que nos Estados Unidos a classificação hoteleira é rígida e eficiente, um quatro estrelas com certeza seria um hotel show de bola. Valeu a pena, dei um lance de U$ 156 e economizei 100 doletas por dia.

Na 1ª quinzena de novembro a temperatura ainda está bem agradável – entre 15 e 23 graus durante o dia – e o sol (céu de brigadeiro todos os dias da nossa estada) não te deixa sentir frio. Saia com um casaco leve em mãos mais por causa do fim da tarde, quando a temperatura dá uma boa baixada. Outra dica: 5:30 da tarde já está praticamente noite nessa época, então como os dias são curtos planeje sair cedo de casa para aproveitar mais. Se bater a preguiça e sair do hotel só às 11 hs, lembre-se que terá só umas 6 horas de luz pra fazer tudo o que programar…

Tivemos 3 dias em SF. No 1° dia como chegamos às 12 hs, pra otimizar o tempo fizemos o principal de San Francisco: Pegamos o bonde da linha Powell-Hyde e descemos na Lombard Street (a famosa ladeira florida, super íngreme e cheia de curvas). Uma dica: a estação Powell tem uma fila longa. Pra se esquivar dela, basta ir até a Union Square, a uma quadra só de lá, na esquina com a Post Street. É a primeira parada do bonde, e você pega ele sem esperar nada. Da Lombard Street descemos a pirambeira com as primeiras vistas da baía de SF, passamos pela Ghirardelli Square e chegamos no Fisherman´s Wharf. Rolezinho pelos piers e almoçamos no Scoma´s (47 Al Scoma Way), excelente atendimento e frutos do mar muito saborosos. De lá fomos até o Pier 39, que é uma espécie de Shopping ao ar livre em cima de um píer, cheio de lojas e restaurantes. Mas a atração do lugar são as focas e leões marinhos que se amontoam por lá, legal ver a algazarra preguiçosa que eles fazem.

De lá pegamos o bonde da linha Power-Mason e voltamos para a Union Square e pro hotel, tomar um banho voando, por que às 19 hs começava o Show do Maceo Parker no SF Jazz Center (201 Franklin Street). Meu conselho: vá no SF Jazz, mesmo se você não estiver acostumado a ouvir esse tipo de música. Experiência única. A casa foi recém-inaugurada e é exclusiva para o jazz, é muito estilosa, um público muito bacana e, apesar de caber 800 pessoas, parece que o artista está tocando na sua sala de jantar, de tão intimista. De lá fomos no Cheesecake Factory, que fica no último andar da Macy´s, bela vista pra praça. Dica: como o americano em geral janta cedo, se você for a partir das 21 hs é mais fácil não ficar na espera.

No 2º dia, como tínhamos muita coisa pra ver e pouco tempo, achamos melhor pegar o hop on hop off. O ônibus sai bem na frente da Macy´s da Union Square e passa em quase todos os principais lugares, além de ter o guia em português (botando o fone de ouvido, claro). Conhecemos o City Hall (muito bonito o prédio, lembra os palácios de Paris), a Alamo Square, o Golden Gate Park e a Golden Gate Bridge (é linda e imponente mesmo, encha suas redes sociais de fotos que as curtidas são garantidas), atravessamos a Golden Gate no ônibus e descemos no Vista Point, logo na saída da ponte, pra apreciar a vista muito bonita de San Francisco daquele ponto. De lá passamos pelo Museum of Fine Arts, e descemos logo em seguida no Marina District. O Marina District é uma região plana de San Francisco (acho que uma das únicas), um bairro estiloso onde circulam poucos turistas, com bonitas casas e com uma parte pra baía com uma bela vista repleta de barcos. Demos um rolé pela Chestnut Street, rua do bairro cheia de lojas e restaurantes frequentados por locais. Optamos pelo A16 (2355 Chestnut Street), recomendado pelo guia Michelin como BBB (bom, bonito e barato), mas vimos vários outros nessa rua que também pareciam bons. De lá pegamos o ônibus de novo rumo a North Beach, que é o bairro italiano de SF, encerrando o tour pela Coit Tower, também ali. À noite fizemos outro programa especial, fomos a Berkeley, cidade da famosa universidade logo do outro lado da baía, jantar no tão falado Chez Panisse (1517 Shattuck Ave, Berkeley, tel 1 510-548-5525) da badalada Chef Alice Waters. Muito bom, recomendo demais, mas não é barato, e tem que fazer reserva com antecedência.

Meu conselho: nunca programe só dois dias pra conhecer San Francisco. Por mais que você otimise seu tempo e faça um verdadeiro “se vira nos 30” é impossível não faltar muita coisa. Deixamos de ir em Chinatown, no Mission District, no Financial District, em Nob Hill, no Twin Peaks com o Mount Diablo, no Ferry Building, entre outros. Só aí cabiam mais uns dois dias fácil.

No 3° dia alugamos um carro, pela Mobility (http://www.mobility-online.com.br), excelente preço, pode pagar em Reais e parcelado (evita os 6,38% absurdos do IOF que nosso governo nos arranca nas compras no exterior), muito bom serviço, te dá as cotações de várias locadoras, a maior parte das vezes mais barato do que a própria locadora. Pelo site você só consegue colocar o local de retirada do veículo no aeroporto de SF, mas algumas locadoras têm lojas na Union Square onde se pode retirar o carro. No caso, liguei pra mobility e o atendente alterou o local pro estacionamento da Dollar em frente ao meu hotel sem burocracia.

Outra alternativa excelente é a economycarrentals.com, funcionou perfeitamente nos carros que aluguei em Miami na ida e na volta da Califa e foi baratíssimo. Funciona parecido com o name your own price do priceline, você só sabe a locadora (Dollar, Alamo, Hertz, Avis, Budget, etc.), depois que manda os seus dados do cartão. Dica: a Alamo normalmente tem mais fila que as outras nos balcões dos aeroportos, então se você escolher ela pode ser que mofe 1 hora até ser atendido…

Carro na mão, fomos explorar os arredores de San Francisco. Tinha programado dar a famosa pedalada do Fisherman´s Wharf até Salsalito, mas descobri de última hora que a Nanda não sabia andar de bike… O primeiro passo foi atravessar a Golden Gate (na ida não precisa pagar pedágio, só se você voltar por ela). Passada a ponte você tem o Vista Point (já havíamos passado por ele, mas se você não passou para e bate várias fotos). Dizem que a noite também vale a vista da cidade iluminada. Passando o Vista Point você tem duas opções: seguir direto ladeira abaixo até Salsalito ou dobrar a 1ª direita e ir para o Marin Headlands, com o Hawk Hill e principalmente o Point Bonita Lighthouse. O visual lá é brincadeira, a baía, a cidade toda, a ponte, o encontro de SF com o mar. Como diriam por lá, breathless! Mais ou menos como ver o Rio de Janeiro através de Nikiti City… se a tua máquina bate foto panorâmica lá é certo de você usar. Legal que no caminho você passa por um túnel bem estreito, uma mão de cada vez, mas nos padrões americanos, todo moderno e até com ciclovia. Do lado oposto da ponte também tem Muir Woods – parque muito bem falado, com sequóias, o Monte Tamalpaís – dizem que a vista é show, e a cidade de Tiburón, logo após Salsalito. Como o tempo era curto fomos só nessa última. A uns 15 minutos de carro do farol, Salsalito é muito ajeitada. Um visual totalmente diferente de San Francisco, mais pacato, casas muito bonitas, uma vista show de SF. Como tínhamos pouco tempo, demos uma circulada geral na cidade, comemos no Salito´s, restaurante que é uma casa no estilo palafita, fincada dentro d´água, e depois tocamos o barco pro Napa Valley.

De Salsalito até Napa, 1ª cidade do vale dos vinhedos, são 01:15 h de carro, estrada excelente (desnecessário dizer isso em se tratando dos EUA…), e ainda passa pelo Sonoma Valley, outra famosa região produtora do licor mágico do Deus Baco. Com o tempo reduzido, eis o que fizemos: Em Napa, fomos no Oxbow Public Market (644 1st Street), o mercado municipal de lá. Muito bom, de turista só a gente, comemos ostras no melhor padrão Santa Catarina, trabalhando uma taçazinha de vinho branco por que ninguém é de ferro… Compramos altos queijos lá também. De lá fomos pra Yountville (essas duas cidades, e mais Oakville, Santa Helena e Calistoga formam o Napa Valley, são todas próximas umas das outras, 10, 20 minutos pela CA 29 ou pela Silverado Trail – as duas rodovias paralelas que cortam o vale). Passamos pela cidade na direção da vinícola V. Sattui (1111 White Ln, St Helena). Bonito lugar, escolhemos uma das mesas de madeira em uma área gramada e arborizada e fizemos um piquenique com pães, queijos e vinho que compramos lá mesmo. Por sinal, que vinho show de bola! Você pode degustar vários produzidos lá e escolher o melhor pro seu paladar. Garantidas muitas curtidas no instagram, pra quem gosta. Só não se esqueça de beber pouco, comer bastante e abusar da água, por que se a polícia americana te parar e desconfiar que você tomou umas é direto pro xilindró.

Dica: li em algum post em minhas pesquisas que valia passar na Oakville Grocery (7856 St Helena Hwy), na beira da estrada mesmo, pra comprar seus quitutes e degustar nas vinícolas. Achei caro, e nas vinícolas vende-se as mesmas coisas em melhores preços, sem contar que você não pode trazer comida de fora pra fazer seu piquenique.

De lá seguimos até Calistoga para o Chateau Montelena (1429 Tubbs Ln, Calistoga), vinícola que tem um castelo e jardins bonitos demais. Calistoga é a última cidade do vale, mas como elas são próximas vale a visita. Bom, conhecidas duas vinícolas, voltamos pra Yountville. Fim do dia, jantar às 18:30 (normal pros EUA), no Bouchon (6534 Washington St), bistrozinho francês bom demais. De lá, back to San Francisco, mas dessa vez programando o GPS pra passar pela Bay Bridge, outra ponte belíssima, ainda mais à noite, quando é iluminada por milhares, ou milhões sei lá, de lâmpadas LED. No dia seguinte… Highway 01!!!”

78 ideias sobre “Roteiro do Leo – tão completo que vai virar 3 posts!”

  1. Oi Fernando. Tô lendo só agora que a Maryanne acha mais válido reservar com antecedência em setembro. Quem conhece tudo de Califórnia é ela, então vai pelas dicas dela que você sempre estará bem!
    Abraços

  2. Fala Fernando!
    Em setembro já acabou a época de férias, vc vai achar hospedagem no dia sem maiores problemas. Por exemplo, em Monterey, na Munras Ave., tem quase uma dezena de motéis quase um ao lado do outro (eu achei bem válido ficar em motéis na Highway 01 por que o meu objetivo era dormir com conforto e parar o carro na porta do quarto, e as redes de motéis mais consagradas todas atendem bem).
    Sobre LA, eu acho mais bacana ficar em Santa Monica. O plano B para hospedagem “litorânea” seria Venice. Mais pra dentro, a opção A seria West Hollywood / Beverly Hills, com Hollywood de plano B.

    Abraços

  3. Fernando, setembro é lotado na California. Eu reservaria todos os hoteis pra não ter surpresas no caminho. Prefiro Santa Monica mil vezes a LA. um bj, M

  4. Olá Léo,

    Vou para California em Setembro e estou pegando várias dicas dos seus relatos. Minha dúvida é se preciso reservar os hoteis na Higway 1 entre o trecho de SF e LA, como Carmel e Sta Barbara, ou se consigo chegar na hora e achar vagas nos hoteis. Não estou querendo reservar com antecedencia, pq não sei exatamente quando vou estar em cada lugar. Outra dúvida, é se vc acha que vale mais a pena ficar em Sta Monica em vez de Los Angeles?
    Obrigado,

    Fernando

  5. Oi Maryanne,

    Muito legal seu blog.
    Estou voltando à SFco depois de mais de 10 anos e me deparei com ótimas info no seu site e posts associados. Parabéns!!
    Como percebo que vc abre espaços para outros roteiros. Aí vai alguns links de meu blog que fazem referência a roteiros na região da California e Nevada.
    Fique à vontade para compartilhá-los se achar conveniente.
    http://leoviajandao.blogspot.com.br/2013/03/sudoeste-dos-eua-la-sandiego-post-1.html
    http://leoviajandao.blogspot.com.br/2013/03/sudoeste-dos-eua-big-bear-lake-la-san.html
    http://leoviajandao.blogspot.com.br/2013/04/sudoeste-dos-eua-las-vegas-post3-la-san.html
    http://leoviajandao.blogspot.com.br/2013/11/lake-tahoe-and-yosemite-belezas.html

    Obrigado,
    Abraço,
    Leo

  6. Liliane, como Maryanne falou, tem muita dica no blog, lendo vc tem uma base boa. Eu fui com meu filho esse ano pra Califórnia. Eis o que fiz e/ou sugiro que vc faça:

    -De Vegas vc vai pra Los Angeles e para nbo meio do caminho em Calico Ghost Town (cidade fantasma estilo do filme Rango), colado na cidade de Barstow.
    – Antes de chegar em LA vá em Big Bear Mountain, levar as crianças pra ver neve e esquiar. Fica a 2,5 h de La e antes de chegar vindo de Vegas.
    – Em LA tem o Universal Studios, passear por Hollywood, tem o Griffith Observatory, o Pier de Santa Monica, etc. Se quiser montanha russa tem o Six Flegs Magic Mountain, em Valencia (40 min de carro).
    – De lá vai pra Anaheim, tem a Disneyland e a Disney Adventures.
    – De lá no caminho pra San Diego tem o Legoland.
    – Em San Diego tem San Diego Zoo (parece um parque da Disney, o melhor Zoo de todos pra criança), tem o Seaworld, e o USS Midway. Passeie pela orla de La Jolla e Pacific Beach, e não deixe de ir até a Seal Rock, onde várias focas e leões marinhos ficam. Meu filho amou isso tudo aí.
    Ah, pros parques tem o Southern California Citypass, compra ele que sai mais barato e não pega fila na entrada dos parques.
    Abs

  7. Liliane, leia os roteiros dos leitores na categoria listada. Lá tem um montão de ideias de roteiros,onclusive passando por LA e Vegas. um bj, M

  8. Me chamo liliane e moro em miami! Estou indo para las vegas dia 17/12 e aluguel um carro para ir ate los Angeles- san francisco e retonar para las vegas ate dia 01/01 dia voo de volta. Estou perdida pois tenho 2 filhos um de 8 anos e uma menina de 6 anos! E nao sei onde passar natal e ano novo . E tambem testou perdida sem saber por onde comecar para que nao fique tao cansativo para as criancax . Me ajudem

  9. Olá Viveka.

    Sobre opções de dormir na Highway 01, na época que vc vai (dez/jan) vc pode se hospedar em motéis, atende super bem, prático, vc para o carro na porta, seguro, quartos confortáveis, wi-fi adequado. Funciona pq o perfil da Highway 01 é usar o hotel pra dormir bem, usar a internet pra se comunicar com o mundo no final do dia e no dia seguir viagem. Algumas redes de motéis bem boas: Motel 6, Super 8, Comfort Inn, Ramada, Mariposa Inn.

    Durma ao menos 3 noites na Highway 01 – a 1a em Monterey/Carmel, a segunda em Cambria/San Luis Obispo e a 3a em Santa Barbara.

    Los Angeles você pode passar 2 ou 3 dias, Las Vegas 3 a 4 dias.

    Em LA os hotéis em Hollywood são mais em conta, e tem muita atração que vc irá perto. Eu prefiro Santa Monica, e em segundo lugar Beverly Hills/West Hollywood, mas as diárias lá são realmente mais salgadas (como não sei seu budget, vc avalia o melhor).

    Em Vegas os hotéis são bem baratos, mesmo os mais tops nos quartos normais (eles querem mais vc lá dentro pra gastar nos cassinos). Recomendo esses aqui: The Cosmopolitan of Las Vegas – pega apto com vista pro hotel Bellagio – , Aria, Wynn, Encore. Mas qq um que vc escolha na Strip (rua principal de Las Vegas, como MGM, Paris, Venetian, Bellagio, Caesar) vai te atender super hiper bem.

    Grande abraço

  10. Oi Leo!

    Até agora só achei o 1º dos 3 posts da sua viagem SF-LA com ums esticada até Las Vegas e estou super ansiosa pelos outros 2! Me manda por favor?
    Eu e meu marido vamos fazer uma segunda lua de mel e embarcamos para SF agora dia 29/12. Parte do que vc postou estava no roteiro mas agora adicinei todas as suas dicas até porque temos 4 noites ali e depois seguimos via costa por carmel e etc. O que tenho mais dificuldade é em escolher hoteis pelo caminho principalmente em LA e Las Vegas. Não sei nem como dividir a estadia nessas duas ultimas…o que vc sugere? Pelas minhas contas teremos 10 dias por ali antes de voltar pra SF para pegar o voo de volta.

    Obrigada desde já!!!

  11. Claro Maryanne! Ele foi super atencioso e eficiente comigo, recomendo sem dúvida. Além do que, o Hotel Mammoth Mountain Inn – melhor opção de lá, e todos os outros serviços que vc utilizava do próprio resort como aluguel de equipamentos, aulas, lifts, eram mais baratos com ele do que reservando direto ou via Booking, Tripadvisor, etc.
    Bjs!

  12. Cláudia, tá ótimo o seu roteiro, mas como a Maryanne falou, a estrada Vegas / SF é uma reta sem fim no meio do deserto. Considere ir de Vegas pra Mammoth Lakes, vai lá ver a neve e esquiar, além da cidade ser bem bacana, pequenina e aconchegante. Se quiser tem um brasileiro que agiliza tudo lá pra vc, o Alan Openheimer, arranja hospedagem, te informa de tudo, agiliza skis, lifts, tudo, mais barato do que no próprio lugar pq ele tem desconto e repassa. A empresa é a Mammoth Brasil, site com o mesmo nome. Levei meu filho 3 dias lá pra esquiar e foi inesquecível.
    Abs

  13. Cláudia,
    Eu fiz o percurso Santa Bárbara > Las Vegas, porque queríamos conhecer o Death Valley National Park (apesar do nome, é um deserto). Dirigindo sem parar, é uma viagem de cerca de 7 horas. Saímos às 6h de SB, paramos para tomar café, comprar água e lanches na cidade de Ridgecrest (por volta das 9h da manhã), chegamos no Death Valley ao meio-dia e meio, passamos por vários pontos de visitação do parque, e chegamos a LV por volta das 18h. Planejamos bem antes de ir, usando o google maps mesmo (porque há poucas dicas sobre esse trajeto na net…), tudo deu certo e valeu muito a pena. Realmente você vai dirigir, na maior parte do tempo, por uma paisagem desértica (passando por muitas cidades e vilarejos). Pesquise um pouco sobre o Death Valley para saber se é algo que gostaria de conhecer.
    Sobre o trecho Las Vegas-São Francisco, talvez fosse interessante passar (na verdade pernoitar, pelo menos) pelo Yosemite Park. É algo que inicialmente considerei, mas deixei de lado para visitar o Death Valley.

    Maryanne,
    obrigada pelas dicas sobre SF no seu blog, me ajudaram muito!

  14. Claudia, nao conheço esse caminho pessoalmente, mas tenho amigos que já fizeram e me disseram ser o trecho de carro mais chato que já fizeram na vida. Nada de interessante pelo caminho, e uma estrada no meio do deserto, que não tem fim. um bj, M

  15. Estou pensando em fazer a viagem California – Las Vegas com minha família em 21 dias no mês de janeiro.Esse roteiro incrível está me dando um suporte muito grande para programar a viagem.
    Quero começar e terminar a viagem por Los Angeles, fazendo os respectivos trajetos de carro: Los Angeles- San Diego, San Diego- Las Vegas, Las Vegas- São Francisco, e então retornar a Los Angeles.
    Mas, estou em dúvida sobre o trajeto Las Vegas- São Francisco porque eu achei poucos relatos de pessoas que fizeram esse caminho. Pensei em faze-lo em duas parte Las Vegas- Sequoia National Park e Sequoia National Park-São Francisco.Gostaria de saber se você conhece esse caminho e se ele é realmente confiável para se fazer de carro.
    Será que vocês tem alguma indicação de aluguel de carro?
    Muito obrigada

  16. Gostaria de saber se o passeio de trem pelas vinícolas de Napa, saindo de Ferry de São Francisco é recomendada.
    Ou se é melhor alugarmos um carro para fazer este passeio por 01 dia e retornar a SF.
    Desde já agradeço

  17. Obrigada Paula, é sempre um prazer ouvir que o blog e as dicas dos leitores ajudaram a planejar uma viagem. um bj, M

  18. Olá Maryanne!
    Gostaria de agradecer o seu blog e os post do Léo Coutinho que fizeram parte da nossa viagem à Califórnia neste ano, nos dias 17/04/2014 ao 04/05/2014. Viajamos eu e meu marido e mais um casal de amigos.
    O nosso roteiro incluímos 3 dias em Nova York e nos outros dias seguimos o roteiro Las Vegas, Napa Valley, San Francisco, conhecendo em 2 dias toda rota Big Sur e finalizando em Los Angeles. Seguimos muitas dicas postadas no roteiro do Léo, principalmente as dicas de restaurantes, compras e o quanto os endereços para o GPS ajudaram rs. Enfim foram essenciais para tornar a nossa viagem mais organizada, agradável e incrível.
    Nossos agradecimentos!
    Um grande abraços 🙂

  19. Oi Maryanne! O meu filho Gui acabou de fazer 9 anos, figurinha, parceiraço do papai.
    Assim que tiver um tempinho faço o post. Pode botar fotos?
    Bjs

  20. Oi Leo, que barbara essa viagem com seu filho, qtos anos ele tem? Adoraria um post sim, claro. um beijao e obrigada, M

  21. Oi, Maryanne! Estou adorando as suas dicas e me baseando nelas para programar o meu roteiro na Califórnia. Começo minha viagem por San Francisco e gostaria de saber o que vc acha de alugar carro em SF. Pergunto isso pois tenho lido que estacionar é um problema, além de muito caro. Não costumo usar muito transporte público em viagens, ou alugo carro ou uso táxis. Será que é viável ficar de táxi em SF e alugar o carro somente no dia da saída para Carmel? Táxi é muito caro aí?

  22. Oi Maryanne!
    Uma vez por ano eu faço uma viagem só eu e meu filho. Dessa vez eu quis que ele conhecesse a Califórnia, não só os parques infantis, mas que sentisse o lifestyle daí. Voltou encantado, já quer virar adolescente logo pra fazer intercâmbio…rs.
    Fui esquiar em Mammoth Lakes, depois fui pra Los Angeles (Universal, Beverly Hills, Santa Monica, Hollywood e Griffith Observatory), San Diego (San Diego Zoo e Seaworld, região de La Jolla, Pacific Beach e as cidades à beira-mar na Highway 01 entre SD e LAX), Carlsbad (Legoland) e Anaheim (Disneyworld e Disney Adventures, Laguna Beach e Huntington Beach).
    Se quiser um post da parte sul do Estado, é só falar que eu faço um. Excelente pra quem viaja com criança (tirando não ter SF…).
    Bjs!

  23. Oi Cristiane, nao trabalho com a area de Sacramento. Se tiver um serviço desse tipo, o transfer sera de aeroporto pra aeroporto. um bj, M

  24. Cristiane, vá ate o Pier 39 e passeie por la. Se vc estiver perto do cable car, já ande nele. O por do sol atras da Golden Gate é fantastico. um bj, M

  25. Olá Maryanne (e demais seguidores do blog)

    Gostaria de saber valor de transfer (e como reserva-lo) do Aeroporto de Sacramento para a cidade de São Francisco.
    Pode também ser preço de táxi para esse percurso.

  26. Olá Mariana e Maryanne,
    Só via gora as mensagens, por que estava nos últimos dias viajando justamente na… Califórnia.
    Se tiver algo que eu ainda possa ajudar, acessarei com frequência o blog nesses próximos dias.
    Abraços

  27. Olá Maryanne! Em junho irei para Califórnia e ficarei em São Francisco de 18 a 20 de junho, para então seguir em direção a Los Angeles pela Highway 1. Como chegarei em São Francisco de carro (venho de Sacramento) por volta das 17h, gostaria de sugestão para fazer algo neste fim de tarde. Também gostaria de saber se o deslocamento de carro é aconselhável ou se é preferível transporte público.

  28. Mariana, como escrevi no post, o Leo nao tem obrigação de responder perguntas aqui. Alias, pedi pra nao fazerem perguntas pra ele, pois ele já foi super gentil passando todas as informaçoes que passou. Vc pode pegar o hop on hop off pra fazer qq passeio pela cidade. Vc vai precisar de umas 2/3 hs pra ver o castelo. O Pfeifer state park é legal, e nao a praia. E por favor, da proxima vez, poste somente uma vez. Suas perguntas serao respondidas logo que for possível. um bj, M

  29. Leoooooo!!! Tô desesperando!! Vontade de mudar meu roteiro e viajo amanhã!!
    19/04- chego as 12h . Programação: Chinatown, Grace Cathedral, Japantown.
    20/04- Golden gate park e Golden gate brigde de Nike (meu marido insiste em fazer isso comigo, apesar de ter uns 20 anos que não subo em uma ) jantar em north beach
    21/04- manhã passeio de bondinho até lombard street, caminhar até píer 33 e 39 e passeio para o Alcatraz e perambular pela região após…
    Me ajuda a por o hopon hopoff aí please!!!

  30. Léo, morri de vontade agora de fazer o passeio de hopon hopoff!! Vou te mandar meu roteiro pra ver no que me ajudá!!

  31. Ana, a parte de Nob Hill tem muitas ladeiras, aquelas tipicas de SF.É um lugar muito bonito, mas nao muito pratico, eu escolheria a parte de baixo,que é mais plana. um bj, M

  32. Estou com uma dúvida, qual diferença entre union square east (nob hill). E union square west. Quero fazer minha reserva de hotel ali na praça perto da macys e não qual e a região?

  33. Oi Adriana, nao conheço quem faça translado pra grupo desse tamanho. Acho que vc teria que alugar um onibus, nao? Nunca andei com esse numero de pessoas, mas janeiro é um mes mais tranquilo. Se vc viesse em julho, eu ia te dizer que era impossível, mas em janeiro é mais simples. um bj, M

  34. Estou adorando as dicas!!
    Maryanne, veja se você pode nos ajudar!
    Estou indo para San Francisco por 6 dias com um grupo de 30/35 pessoas em Janeiro 15, não temos nenhum translado aeroporto – hotel / hotel – aeroporto, e o grupo é grande…, tem algo pra me indicar para esses translado?
    Outra coisa, pretendemos ficar na Union Square e apesar de pretendermos fazer a locação de um onibus para passeios a Napa/Carmel/Monterey/Big Sur, gostaria de andar com o grupo a pé, pegando os bondes e curtindo a cidade mais de perto, vc acha possível eu andar com um grupo desse tamanho pegando bondes em SF?

    Obrigada pela atenção!!

  35. Olá Maryanne, vc pode responder por aqui, pois não lembro onde escrevi da 1ª vez ( oh cabeça!) Continuo lendo vários posts ,mas não acho,kkkkkkk.Brigadu!!!

  36. Olá Maryanne irei em Junho para um congresso,irão tbém marido e filhos(7 e 11 anos) faremos a viagem até San Diego pela Highway 1,planejo parar 2 dias emcada cidade Monterey-Camel-Big Sur,Santa Barbara,Santa Monica e Los Angeles,vc acha razoável ?Penso em não reservar hoteis para não ficar presa a datas, o que acha?Nesta época do ano é facil de conseguir hotel?Gostaria de fazer tour com vc para Napa Valley e SF.Você conhece alguma babá de confiança?Aff! Várias perguntas!!Pleeeeeease me ajude,se puder responda por e-mail por favor.Estou adorando seu blog leio e releio vários posts para tentar fazer um roteiro legal para minha família.Brigadu!!!

  37. Oi Claudia, o Leo já ajudou com a resposta dele ( thanks Leo 🙂 ), só acrescento que o cable car é o bonde típico daqui, preso por cabos, por baixo da terra. Vai ser fácil identificar qdo vc ver ao vivo. bj, M

  38. Oi Cláudia.
    O BART é o Metrô de lá. Metrô, subterrâneo na maioria. Que roda pro aeroporto, SF toda e região metropolitana.
    Na área de pegar as bagagens do aeroporto de SF tem um balcão de informações que você compra o MUNI Pass. Esse te dá direito a pegar ilimitado o outro sistema de transporte, que é o de bondes e ônibus. Se vc quer pegar aquele que faz San Francisco famosa, é o Muni Pass que deve comprar, pois é ele que dá direito a pegar os bondinhos famosos, em especial os da linha Powell-Mason e Powell-Hyde, que saem da Union Square e vão até o Fisherman´s Wharf.

  39. Maryanne, não sei se já tem algum post sobre o assunto (procurei, mas até agora não encontrei), mas você poderia por favor esclarecer as diferenças entre Cable Car, Bart, e etc… Estou planejando uma viagem a SF em maio e estou meio confusa….rsrsrs
    Obrigada!

  40. Bom dia Maryanne. Posso te pedir uma gentileza?
    Dois amigos me pediram o meu roteiro de viagem, e eu falei pra eles acessarem o Hotel California que estaria tudo lá. Os dois me retornaram dizendo que tiveram dificuldade de encontrar / não encontraram. Quando tiver um tempinho você poderia colocar as 3 partes no “Post Índice – San Francisco”?
    Já tive que mandar meu roteiro por email pras pessoas umas 5 ou 6 vezes, aí acho que fica mais fácil pra mim eles consultarem o seu blog, além de prestigiá-la.
    Ah, obrigado pela dica de não ir pro Alaska em set/out. Vi que lá congela mesmo e troquei pro Hawaii.
    Beijos

  41. Olá Maryanne, tudo bem?!
    Li em algum outro post seu, uma sugestão sua de almoçar num maravilhoso Hotel próximo ao Big Sur , que tem uma vista lindíssima. Estou colocando os endereços no GPS e preciso do nome do hotel.
    Já revirei os posts e não acho. Poderia me ajudar ?
    Um beijo e obrigada!

  42. Oi Clarissa, nao faço roteiros, mas varios leitores me mandam os roteiros que sao postados aqui e ajudam muito no planejamneto da cada viagem. Consulte a categoria “Roteiros dos leitores”que vc vai sair com um montao de ideias pra sua viagem. um bj, M

  43. Olá, viajarei agora em Abril com meus pais e meus irmãos para California. Preciso de um roteiro de 12 dias, sendo que 2 ou 3 preciso ficar obrigatoriamente em SFO, que desça até a Disney e volte. Estaremos de carro, pois ficaremos nesses 2 ou 3 dias em Richmond. Estive olhando o blog e vi várias dicas, mas não sei o que incorporar e o que daria tempo de fazer. Se puder ajudar, eu agradeço imensamente!!! Pegaremos a páscoa lá, inclusive.
    Muito obrigada

  44. Oi Jessica, acho melhor fazer as compras em Vegas, pq lá tem menos coisa pra fazer. O passeio de balao é de madrugada, entao precisa dormir em Napa pra fazer. acho que uma dia e meio lá está bom.Tb acho 2 dias o minimo necessario pra fazer SF_LA curtindo um pouco. um bj, M

  45. Olá Greice. Me passa o teu email que eu repasso o texto completo. Se bem que a Maryanne já postou a 2ª parte dele 1 dia depois da primeira, então acho que em breve estará tudo no blog. De toda forma, estou à disposição. Abs

  46. Muito bacana essa troca de informações, admiro o cuidado e o tempo disponibilizado por todos , para que estes posts veham com tantos detalhes da viagem realizada.
    Parabens a todos!!!!
    Léo se puder me passar o restante do roteiro por email, ficarei muito grata, pois tambem viajo em breve, fazendo o mesmo percurso.
    Grande abraço!

  47. Nossa Léo, seu relato não poderia ter vindo em melhor hora!
    Estou finalizando a programação da minha viagem que será em março e ainda permanecem algumas dúvidas – umas já respondidas pela Maryanne e outras que me tiram o sono…
    Uma delas é quanto aos pernoites (se dá para percorrer certas distâncias em um dia… – afinal não temos ideia de quanto tempo poderemos dispor em quais cidades – se tem muita coisa para ver ou não!).
    Mas acho que você vai chegar na parte em que eu quero no próximo post.
    Aguardo ansiosa!

  48. Nossa, adorei as dicas!! Estou anotando todos os lugares possíveis pra depois resolvemos o que queremos fazer!

    Maryanne, veja se você pode nos ajudar!
    Vamos pra California em agosto, ficaremos 2 dias em Los Angeles, 4 dias em Vegas, 5 dias em San Francisco, 2 dias em Napa Valley e 2 dias descendo. Separamos 1 dia de compras em Vegas. Mas lendo os post’s vi que tem um outlet em San Francisco, o que você acha que compensa, compras em Vegas ou em SF? Outra coisa, queremos fazer o passeio de balão e conhecer uma vinícola em Napa Valley, são no mínimo 2 dias mesmo, né? Última duvida: você acha 2 dias pouco tempo pra fazer a viagem de volta SF-LA? Vi que várias pessoas costumam parar e dormir em vários lugares, e a nossa intenção era dormir somente em San Luis Obispo, pois não queríamos ficar menos tempo em SF.

    Obrigada pela atenção!!

  49. Obrigado Flávia. Se por acaso chegar perto da viagem e ainda não estiverem as outras partes publicadas me manda o seu email que eu repasso o texto completo. Abs

  50. Nossa, que roteiro legal, estou doida pra saber do resto da viagem! Estou indo em 14 de fevereiro, fazer o mesmo roteiro, só que serão 5 dias em cada cidade. Não sabia que existia esta opção tipo “leilão reverso” no priceline.com, vou ficar no Hyatt e paguei uma fortuna pela diária! Parabéns pela viagem, Leo! Espero ter tantas coisas pra contar como você!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *