50 anos do Verão de 1967

Exposição Summer of Love, no de Young Museum

summer of love

Seja qual for a sua idade, aposto que se curte São Francisco ou já esteve aqui, também já ouviu falar do verão de 1967, um verão muito louco, que aconteceu no Haight/Ashburry e ensinou o mundo todo a ter mais liberdade. Esse ano, o Summer of Love completa 50 anos e tem uma exposição todinha dedicada à ele, acontecendo no de Young Museum. Não deixe de ir,pra conhecer melhor o espiríto da cidade.

Ah, mas pra ler esse post, você vai precisar de trilha sonora para acompanhar! Veja, ou melhor ouça, esse post de ontem!

O que foi o Summer of Love?

Por volta de 1965, artistas, ativistas sociais, poetas e músicos se reuniram no  Haight-Ashbury com esperança de criar um novo modelo de estrutura social. O mundo estava em plena Guerra do Vietnam, levando montes de jovens americanos a uma guerra que já se sabia estar perdida, muito antes do seu final. 

Mais de 100.000 jovens de país inteiro se estabeleceram por ali para protestar contra tudo e todos que representavam os valores dominantes da época. A Beat Generation, que criticava a censura e o fato das pessoas aceitarem a guerra como se fosse normal, também surgiu nessa época. A combinação das influências da Beat Generation e a nova consciência política resultaram nos hippies, num modelo parecido com o que são os hippies de hoje.

summer of love

Esse período foi muito rico em termos de arte, moda, música e política. Os designers locais criavam moda, com o objetivo de ser totalmente diferente de qualquer fora aceitável na época e foi ai que surgiram os vestidos de crochê, a estampa tie-dye e aplicações nas roupas. Tudo tinha o claro objetivo de chocar e ir contra qualquer convenção. A exposição mostra tudo isso de forma super leve e interativa através dos posteres, fotografias, muita música e filmes

A exposição The Summer of Love Experience: Art , Fashion and Rock & Roll

A exposição traz de volta todos os símbolos visuais da época funcionando como uma autêntica máquina do tempo. A trilha sonora, as roupas, os cartazes e as pessoas te levam diretamente de volta à 1967. Estive lá no dia da inauguração e a impressão que tive é que todas as pessoas que viveram na época estavam lá. Os jovens de 1967, hoje estão na faixa dos 70 e continuam com um astral altíssimo e cheios de vida; usavam roupas da época e curtiam cada cm da exposição. Isso tudo agora, quando eles estão com 70 anos; imaginem o que foi a loucura desse verão em 1967? Dá pra imaginar  tudo o que aconteceu na época? E o mais legal é que eles mantém o espiríto de alguma forma, porque estavam todos lá prestigiando o evento.

bottons

Onde as tribos se encontravam

O Golden Gate Park e o Panhandle eram os lugares por onde os hippies circulavam e existia até um lugar que era chamado de “hippie hill”, onde eles ficavam escutando música de guitarra ou os Hare Krishna cantando.

summer of love

Moda em 1967

Os estilistas da época eram totalmente livres pra criarem o que estivesse na cabeça deles, sem limites. Até os artistas que estavam fora do movimento foram influenciados e até hoje o estilo “Bohemian Chic” representa a época, com seus vestidos soltos coloridos, com flores. Era uma moda que evocava liberdade e esperança.

summer of love

Esses vestidos são da exposição

summer of love

Esses são de verdade. Essa pessoas viveram a época!

summer of love

Essa senhora estava mostrando a foto dela no album da exposição e contando histórias do verão!

Os posters

As características dos posters da ápoca são o uso de muitas cores sobrepostas, letras estilizadas, imagens distorcidas e grafismos, muitas vezes incompreensíveis.

posters

Mesmo que você não esteja interessado na história da cidade, a visita à exposição te faz pensar em como e quanto do mundo que vivemos hoje foi influenciado por esse movimento, que pregava, entre outras coisas, que seu coração comandava sua vida. E como os valores da cidade, que deixaram o movimento acontecer sem repressão, foram importantes pra o movimento, que não poderia ter acontecido em outro lugar.

summer of love

Joan Baez, uma das cantoras que representava as idéias do Verão dizia que ” Você só deve ouvir uma coisa, não ao seu presidente, não ao seus líderes, mas somente ao seu coração e o que ele dita. Porque seu coração é a única coisa que sabe dizer o que é certo e o que é errado” ( tradução livre).

A exposição The Summer of Love Experience: Art , Fashion and Rock & Roll, consegue tocar seu espiríto porque te leva de volta no tempo e faz você entender a época e tudo o que aconteceu. Quer melhor forma de arte que isso? Além de ser um programão pra entender San Francisco!!

cartaz

Onde

The Summer of Love Experience: Art , Fashion and Rock & Roll, no de Young museum até dia 20 de agosto. Compre ingressos aqui, ou vá direto ao museu, no Golden Gate Park. Veja como chegar nesse link aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *