Half Moon Bay, uma descoberta ao sul de San Francisco

Half Moon Bay é uma das minhas melhores descobertas de todo o meu tempo de blogueira na California. O meu primeiro post da cidade é de fevereiro de 2009! Essa charmosa cidade, ao sul de San Francisco, é um bom programa pra quem quer passar um dia tranquilo, ou para uma parada no caminho de Carmel. Com vocês, Half Moon Bay!

Half Moon Bay

Um pouquinho sobre Half Moon Bay

Half Moon Bay fica 45 minutos ao sul  de São Francisco e é uma daquelas cidadezinhas saídas de um cenário de filme, bem típicas da California. Essa micro-cidade (11.000 habitantes), tem ruas calmas e praias agitadas. Half Moon Bay começou lá trás, nos anos 1800, como uma área estritamente rural, onde os cavalos que circulavam por San Francisco eram cuidados, como uma grande estrebaria.

Half Moon Bay

Foto de 2009! Posso dizer que melhorei, né?

Além do turismo, essa cidade é conhecida  pela qualidade das flores que são exportadas pro mundo todo, e também pelo festival de abóboras, que acontece em outubro.

Half Moon Bay

A cidadezinha vitoriana de Half Moon Bay é super calma, e parece que não há multidão que consiga tirar do ritmo as livrarias, lojinhas de antiguidades e confeitarias espalhadas pela única silenciosa rua que corta a cidade. Feche os olhos e volte ao passado e curta as lojas e os vendedores locais.

O que fazer em Half Moon Bay

Passear com calma pela Main Street

Curta a pontezinha da entrada da cidade, o mercadinho de frutas. Atravesse em direção à loja de materias agrícolas e se sinta numa fazenda. No próximo quarteirão, visite as livrarias e as lojinhas de antiguidades que vendem toalhas estampadas e vestidos com cara da Provence, na França. Tem também lindos objetos de decoração antigos e novíssimos.

E essa cadeia? Não parece de mentira? Essa cadeia de 1911 tem duas celas, que abrigavam os bêbados e criminosos , antes de serem transferidos para presídios maiores. Hoje abriga um museu, que quase nunca está aberto.

E essa igreja de velho oeste? Essa igrejinha metodista e da época quando homens e mulhres sentavam em lados diferentes da igreja. Essas preciosidades ficam na rua paralela à Main, a Johnston Street.

 

Apreciar os mosaicos

A cidade é repleta de murais feitos com o mesmo tipo de mosaico, criados pelos habitates da cidade. Isso mesmo, os mosaicos foram criados por uma espécie de mutirão de locais, que fizeram os desenhos e instalaram os ladrilhos.Half Moon Bay

Half Moon Bay

Visitar o Ritz Carlton Half Moon Bay

Estacione o carro dentro do hotel ( não tem problema nenhum pra entrar, só diga que vai visitar) e comece a imaginar que está na Europa, num castelo à beira-mar. Não dá pra imaginar que  está nos Estados Unidos. São salões e mais salões com muita madeira, tapetes, restaurante, bar de madeira escura com mesas verdes, salas com lareiras, sofás aconchegantes para afundar e mergulhar no seu livro ou site preferido e esquecer da vida.

Half Moon Bay

Foto: divulgação

Bons anos atrás, o local servia o melhor chá da região, de frente para o mar e com um preço ótimo. Talvez por isso, o hotel tenha decretadao o fim do chá, que era a alegria dos visitantes, que podiam passar horas ali e ainda comer super bem , por pouco.

Depois de visitar o hotel por dentro, saia por uma das portas laterais e dê um passeio pela trilha que costeia o mar. Vá até o fim e desça a escada que dá na praia. Sinta o cheiro do mar, que é bem diferente do nosso Atlântico, pois o Pacífico tem um cheiro muito mais suave. Sabe aquele cheirinho de maresia que você sente quando abre a porta do carro  na praia? Pois é, aqui não tem disso, mas tem uma vista linda. Tente pegar um dia de sol, pois o vento ali é tão forte e frio, quanto em San Francisco.

Ainda é possível fazer uma refeição no bar ou tomar um drink no jardim, mas acho que o que vale ali é mesmo o passeio e a vista.

Visite a praia dos Mavericks

O que é Maverick

Maverick é um tipo de onda gigante que se forma entre Novembro e Março em Pillar Point, pertinho de Half Moon Bay.  As ondas de até 18 metros de altura são formadas por correntes que vem do Golfo do Alaska em direção à uma barreira de coral que existe em Pillar Point.

Half Moon Bay

Surfistas do mundo inteiro ficam de prontidão nessa época, e quando as condições parecem ideais, o campeonato é marcado. É tudo super rápido; em questão de dias acontece a votação  entre os 24 surfistas que participam do campeonato, o dia é confirmado e todas os participantes se deslocam para Half Moon Bay. Mesmo assim, não é todo ano que o campeonato acontece.

Vejam esse vídeo aqui, de janeiro de 2018, anunciando o adiamento do campeonato. Ou veja o tamanho das ondas aqui embaixo. Notem que essas ondas ainda não são sufucientemente grandes para a realização do campeonato.

Também não é todo ano que o campeonato acontece, porque não é todo ano que as ondas perfeitas se formam. Nos últimos anos, o evento tem sido sempre por volta de fevereiro. A janela para realização do campeonato termina em 28 de fevereiro e acabou não acontecendo esse ano.

Se você curte surf  e quer só se divertir, o melhor lugar é Princeton Jetty e a praia principal de Half-Moon Bay. Veja mais dicas sobre surfar na área nesse post aqui  e aqui.

Como chegar em Pillar Point

Pra chegar, procure no GPS o Pillar Point Air Force Station – um centro militar de observação no alto da montanha de frente pro mar – estacione antes de subir a ladeira pra chegar nessa estação (é proibido, então você vai ver logo o estacionamento à esquerda), depois é só seguir caminhando por 5 minutos até o mar, bem no início do paredão que faz o Pillar Point Harbor.

Pronto, você vai avistar duas pedras grandes bem dentro do mar. É lá que fica a famosa onda. Pra ver melhor suba um pequeno morrinho árido bem na frente da praia (subida de menos de um minuto, mas melhor a vista do alto).

Até 2015 era permitido ao público chegar perto da praia para ver o campeonato, mas depois de alguns acidentes no local,hoje o público precisa ficar longe e o telão é a melhor forma de acompanhar o campeonato.

Pillar Point Harbor

Além de Mavericks, em Half Moon Bay vale a pena ver o Pillar Point Harbor (a marina da cidade), comer no restaurante Creekside Smokehouse (280 Avenue Alhambra, tel 1 650-712-8862) – pratos de salmão defumado sensacionais, e dar um rolé pelo centro da cidade.

Moss Beach Distillery

Esse famoso ponto de frente para o mar é  um dos pontos perfeito para ver um por do sol ( o outro é o pátio do Ritz Carlton) em Half Moon Bay. A destilaria é conhecida por ser um dos locais onde vendiam bebidas ilegamelmente durante o tempo da “lei seca” americana, ( 1920-1933).

O restaurante fica no alto de um penhasco, em cima de uma praia, por onde chagava a mercadoria contrabandeada. Quanto mais fog e pouca visibilidade, mas bebidas chegavam.

Foto:divulgação

O restaurante serve menú variado, com opções vegetarianas e até caninas. Sim, o pátio recebe cães e ainda faz comida espacial pra eles. Mais California, impossível.

Como chegar em Moss Beach

Em menos de 10 minutos de carro, você sai do centro de Half Moon Bay e chega em Moss Beach. Se você estiver indo na direção Carmel, fica antes da cidade.

Onde comer em Half Moon Bay:

Para quem gosta de restaurante japonês, Half Moon Bay tem um dos melhores restaurantes japoneses da região, o Sushi Main Street. Estive lá pela primeira vez em 2009 e voltamos até hoje. E sempre vale à pena.  Os preços não são os mesmos de 2009, mas ainda são bem bons para o nível do restaurante. E o menú, sempre agrada. Sem dúvida, a melhor opção de restaurante em Half Moon Bay.

Para quem não precisa pensar no orçamento de viagem, o Navio, no Ritz Carlton Half Moon Bay, é um dos melhores restaurantes da cidade. O menú é tipicamente americano e o restaurante costuma ficar bem cheio. É melhor reservar.

Onde ficar em Half Moon Bay

Se eu pudesse escolher, não dormiria em Half Moon Bay. Acho a cidade uma delícia de opção para passar algumas horas, seja num dia para variar San Francisco ou a caminho do Sul do estado. Mas, se fosse para ficar por lá, a única recomendação é esbanjar e aproveitar muito todo o luxo do Ritz Carlton. Vejam só os quartos 

Foto: Divulgação

E essa suíte?

Foto: Divulgação

Clique aqui para reservar sua estadia no Ritz Carlton Half Moon Bay

Como chegar em Half Moon Bay

Existem duas maneiras de chegar em Half Moon Bay, uma por dentro, pela 101 + 92 e pela costa, pela HW-1. Os dois trajetos tem aproximadamente a mesma kilometragem ( ao redor de 48 km) e demoram o mesmo tempo ( mais ou menos 45 minutos). Eu sempre recomendo ir pela costa, se você não vai ter chance de conhecer a HW-1, ao sul de Carmel. Se você tiver o privilégio de conhecer Big Sur na sua viagem, recomendo ir pela 101 e 92, que a estrada é um pouco mais segura, principalmente com chuva.

CLIQUE AQUI PARA CONHECER SAN FRANCISCO E TODA A REGIÃO COM TOURS EM PORTUGUÊS

2 ideias sobre “Half Moon Bay, uma descoberta ao sul de San Francisco”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *