Tudo o que você precisa saber pra trabalhar nos Estados Unidos

Assessoria Estudantil – Por Waldana Helin, parceira do Hotel California Blog

O questionamento mais comuns de diversas pessoas que vem passar uma temporada na Bay Area, é sobre as oportunidades de trabalho na região.

O que muitos não sabem é que conseguir um trabalho por aqui não é uma tarefa tão simples assim, e independente do tipo de trabalho, seja apenas um bico em um restaurante ou um emprego formal em uma grande empresa é necessário obter uma autorização para trabalhar nos Estados Unidos.

O comentário mais popular é: estou indo com o meu visto de turista e quero ficar uns 3 meses estudando e trabalhando, como posso arrumar um emprego por aí? Posso trabalhar com o visto de turista? A resposta é NÃO! Mesmo simples trabalhos informais como ser babá ou entregador de pizza exigem que a pessoa tenha o social security (que é um espécie de CPF Americano) e a autorização de trabalho vinculada ao visto para que possa receber o salário legalmente nos Estados Unidos. Ah, mas seu amigo tem um trabalho nestas condições? Saiba que ele (a) está ilegal se estiver trabalhando nestas condições.

01-visto_icon

Para aqueles que gostariam de trabalhar, existem dois programas vinculados com o visto J1, que são excelentes oportunidades para quem quer ter uma experiência internacional de trabalho remunerada gastando pouco.

O primeiro deles é o AU PAIR, neste programa a pessoa vem trabalhar de babá para uma família nos Estados Unidos. A família é responsável por pagar a passagem de ida e volta, oferecer moradia, alimentação, ajuda com os custos para estudos, férias remuneradas, além de um salário que é pago a cada 15 dias. O remuneração é baixa, e não dá para fazer grandes economias. No entanto, permanecer durante tempo integral com uma família americana é uma oportunidade única de vivenciar a cultura e aprender o idioma. Este programa geralmente dura 1 ano e pode ser prorrogado, é oferecido por diversas agências e mais popular é a Cultural Care. Verifique todos os requisitos e benefícios aqui.

Outro programa bem popular é para que universitários possam ter uma experiência internacional de trabalho. O programa é oferecido por diversas agências no Brasil com diferentes nomes como: Work Experience, Work and Travel e assim por diante (cada agência oferece o programa com um nome diferente). Ele permite que a pessoa trabalhe durante as ferias da universidade em uma instituição americana e receba por isso. A duração é de aproximadamente 4 meses de trabalho , mais o grace period, que é um mês após o término do programa para passear e conhecer os Estados Unidos. Existem 3 modalidades deste programa: 1. A pessoa que aplica é a responsável por conseguir sua própria oportunidade de trabalho e moradia (ideal para quem tem um excelente conhecimento do idioma e consegue aplicar e se comunicar sozinho com as empresas americanas), 2. Job fairs, nesta modalidade, o aplicante vai a uma feira de emprego que é realizada em cidades específicas no Brasil, e durante esta feira, contata os empregadores e recebe uma proposta de emprego, sendo que muitos também oferecem moradia. 3. A outra opção é que a própria agência é a responsável por arrumar emprego e moradia para o aplicante (a maior parte destes empregos são em estações de sky e resorts).

Muitas agências no Brasil vendem os dois programas acima e em San Francisco, a Intrax  oferece ambos os programas.

Estudantes com o visto F1 podem trabalhar por até 20 horas semanais na instutuição que que concedeu o visto – tanto universidade, quanto escola de idiomas, mas este trabalho não é garantido, vai depender das oportunidades disponíveis naquele momento e do nível de conhecimento do idioma pelo candidato. Além disso, o salário é apenas uma ajuda de custo. Estudantes também podem optar pelo CPT ou OPT , neste caso ao fazer um curso de MBA ou especialização o estudante recebe permissão de trabalho ou estágio nas ferias de verão por exemplo (CPT) ou após o término do curso (OPT), que pode ser remunerado ou não. As escolas geralmente ajudam com a preparação do currículo e na divulgação das oportunidades, mas cabe ao estudante obter a vaga.

Se seu interesse é obter um emprego mais formal tanto em uma startup como em uma outra empresa na Bay Area, existem dois vistos específicos neste caso: um deles é o L1 , que é o visto de transferência, neste caso é preciso que a mesma empresa tenha escritório no Brasil e nos Estados Unidos e o empregador seja transferido para trabalhar no exterior. Este visto é concedido por um período de 5 a 7 anos e o processo para obtenção do visto é de 2 a 3 meses. Geralmente o visto é destinado para cargos de gerência ou para funcionários com um conhecimento técnico específico que não são encontrados no mercado local. O funcionário fica totalmente vinculado a esta empresa, e precisa retornar ao país de origem caso o contrato seja rompido. O acompanhante do L1 recebe o visto L4, que lhe dá o direito de morar e trabalhar legalmente nos EUA.

O outro visto de trabalho, e provavelmente o mais desejado pelos brasileiros é o visto H-1B ,em que uma empresa Americana contrata um estrangeiro temporariamente, é o visto mais comum para profissionais na área de tecnologia da informação. Nesta modalidade de visto, após a empresa divulgar uma vaga e não conseguir contratar uma pessoa qualificada para determinada posição, ela pede autorização para contratar um estrangeiro com aquele perfil. As vagas exigem que o candidato tenha nível superior ou diversos anos de experiência para ocupar o cargo. Como a empresa é a responsável pelo candidato, é bem difícil do visto ser negado. Para obter o visto H1B, a empresa precisa realizar a aplicação até abril, e se aprovado o colaborador poderá iniciar suas atividades em outubro daquele ano. O acompanhante do do H1B recebe o visto H4, que dá direito de morar, estudar, mas não permite trabalhar nos EUA. Só poderá trabalhar após a aprovação do green card que é um processo mas complexo que será abordado em outra oportunidade.

Dúvidas? Precisa de ajuda com o processo? Escreva para a Waldana no contato@acontecenovale.com

Publicado em Assessoria Estudantil, California, São Francisco, SF pra estudantes, Vida nos EUA | Deixar um comentário

Madame Tussauds abre em São Francisco

Há uns anos atrás cai no conto do Wax Museum no Fisherman’s Wharf. Levei minha sobrinha pra passear por lá e foi um dos piores programas que fizemos. Nem eu e nem ela conhecíamos mais da metade das pessoas nas estátuas de cera, e que além do mais, eram horrorosas. Agora finalmente São Francisco ganhou um museu de cera legal, com a abertura do Madame Tussauds, de Londres. E o mais legal é que 1/3 das figuras, são pessoas que moram na Bay Area, incluindo Mark Zuckerberg e o prefeito da cidade, Ed Lee.

Fotos do site

Fotos do site

Barack Obama, George Washington, Dalai Lama, Abrahan Lincoln e Martin Luther King estão lá junto com Steve Jobs, Jennifer Anniston , George Clooney e Anne Hathaway, entre outros. Um museu de cera é sempre um museu leve, um programa que costuma agradar crianças e adultos. Planeje sua visita aqui e ganhe desconto de $ 4 na sua entrada.

Madame Tussauds San Francisco – 145 Jefferson Street, Fisherman’s Wharf

Publicado em California, Museus, Programas pra adolescentes, Programas pra crianças, Programas pra locais, São Francisco, SF pra estudantes | 3 comentários

9 idéias de souvenirs lindos e originais

Não gosto de comprar  imãs de geladeira dos lugares onde vou. Alias, não sou muito de comprar souvenirs e quando compro, prefiro um objeto legal de decoração ou uma peça de roupa com a cara do lugar. Mas sei que nem todo mundo é assim, tem gente que gasta horas procurando lembrancinhas. Lembrei desses leitores outro dia, lendo uma reportagem na revista Where Now SF, que achei legal reproduzir aqui. Falava de idéias para diferentes souvenirs de São Francisco, algumas bem legais. Vejam só:

Livro "The City in its Own Words" SF Moma Store

Livro “The City in its Own Words” SF Moma Store

Modelo da Golden Gate Bridge - SF Moma Store

Modelo da Golden Gate Bridge – SF Moma Store

Capa para IPhone - San Franpsycho

Capa para IPhone – San Franpsycho

Sacola reciclável - Rickshaw Bagworks

Sacola reciclável – Rickshaw Bagworks

Os oleos de oliva da California são ótimos!

Os oleos de oliva da California são ótimos!

Pingente com mapa da California, super original - Emily Johnson

Pingente com mapa da California, super original – Emily Johnson

Quadro da Sutro Towers - Fish Studios

Quadro da Sutro Towers – Fish Studios

Vela com nomes dos bairros - Scents of San Francisco

Vela com nomes dos bairros – Scents of San Francisco

E o meu favorito absoluto: a caixinha de chocolates com os pontos turisticos da cidade - Recchiutti Confections

Caixa de chocolates com os pontos turisticos da cidade – Recchiutti Confections

Gostaram? O último é meu favorito absoluto. Adoraria ganhar um desses.

Publicado em California, São Francisco | 8 comentários

Concertos de graça na Stern Grove, no Golden Gate Park

Ainda dá tempo de aproveitar os concertos gratuitos da 77th edição do Stern Grove Festival, no Golden Gate Park. A temporada vai até o dia de agosto, na Sigmund Stern Grove, na 19th Avenue e Sloat Boulevard.

stern

O anfiteatro fica dentro do Golden Gate Park é cercado por eucaliptos e árvores centenárias. Muita gente diz que parece um pouco um lugar extra terrestre. Pra fazer um típico programa americano, é melhor chegar cedo e levar seu piquenique, com direito a cobertor e tudo. Alias, chegar cedo é sempre uma boa idéia, visto que cabem umas 10.000 pessoas no local, e tudo isso é grátis.

Se você for pouquinho mais velho (ou não), vai gostar de ver Sergio Mendes, no show de domingo, 17 de agosto.

Publicado em California, Golden Gate Park, Programas pra locais, São Francisco, Uncategorized | Deixar um comentário

Quero estudar nos EUA, qual o melhor visto?

Por Waldana Helin, parceira do programa de Assessoria Estudantil:

Está indo estudar mas não sabe qual é o visto mais adequado? Entenda as diferenças entre o F1 e B1/B2 e as vantagens e desvantagens de cada um deles.

visto 2Com o visto de turista ou negócios B1/B2, é possível estudar de forma recreacional até 18 horas semanais. Este visto é ideal para quem pretende viajar e quer aproveitar a viagem para fazer um curso. Se este é o seu objetivo: vá como turista.

As vantagens de tirar o visto de turista:

- O visto é menos burocrático e mais barato que o de estudante;

- A duração do visto é 10 anos;

- Se por acaso você decidir esticar uma viagem de fim de semana e faltar uns 3 dias, não será notificado.

- Você pode se matricular assim que chegar nos EUA, (pode ir pessoalmente nas escolas e pedir para fazer uma aula antes de efetuar a matrícula).

Desvantagens:

- Após a entrada no país com visto de turista, sua permanência será de apenas 6 meses nos Estados Unidos, o processo para estender o visto de turismo ou alterar o visto de turismo para estudante pode demorar até 6 meses, é burocrático e não é garantido. Muitas vezes é necessário envolver advogado para elaborar corretamente a justificativa da extenção ou troca de status.

- Muitas escolas públicas, não aceitam turistas, o que pode dificultar na hora de tentar se mattricular em curso gratuito.

Agora, se seu intuito é estudar o máximo possível e viajar somente nos fins de semana e nas férias, o visto de estudante – F1 é o ideal

vistoPara obter o status de estudante é necessário estar matriculado em alguma instituição de ensino nos Estados Unidos que seja autorizada a emitir o I20.

O I20 é um documento gerado pelo SEVIS – Student and Exchange Visitor Information System que é o um sistema do governo que gerencia os estudantes internacionais. Uma vez que a escola emite este documento, ela precisa submeter a presença do aluno constantemente para a SEVIS para comprovar que o indivíduo está realmente frequentando as aulas. Portanto, caso o aluno não esteja presente durante 20 horas semanais e não der justificativas, a escola notifica o governo, o aluno recebe uma notificação e depois da terceiro aviso, ele é convidado a se retirar do país e tem o visto cancelado.

Vantagens de tirar o visto de estudante:

- O aluno pode trabalhar legalmente na instituição que lhe concedeu o visto, (e somente nela). Porém há alguns tipos de restrições a serem consideradas: A carga máxima de trabalho é de 20 horas por semana, sendo que normalmente o salário é baixo, apenas para cobrir custos e não para fazer dinheiro. É necessário atingir acima de 80%  de presença e notas para poder continuar estudando e trabalhando com um visto F-1. Mas lembre-se o trabalho é uma possibilidade, o emprego não é garantido.

- Caso o aluno decida estender sua permanência nos Estados Unidos, o processo é bem simples. É necessário permanecer na escola e pedir a renovação do I20, (a própria escola emite este documento). Com I20 válido, o aluno está legal no país independente do visto ter expirado. Caso aluno optar por transferir para outra escola, basta emitir um novo I20 com a nova escola e cancelar o antigo com a escola atual que estará legalmente como estudante. Somente se decidir voltar ao Brasil com I20 expirado, é que sera necessário pedir pelo novo visto F-1 novamente no consulado Brasileiro.

Desvantagens:

- Todo o processo de matrícula deve ser realizado diretamente do Brasil, para obter a documentação da escola que deverá ser apresentada ao consulado (se o aluno optar por fazer um ano acadêmico diretamente com a escola ou universidade, tem que quitar o curso antes para adiantar a documentação);

- O aluno é responsável por pagar as taxas da emissão do I20;

- O visto de estudante é fornecido de acordo com o tempo do curso, se o estudante comprar 8 meses de curso, por exemplo, provavelmente terá o visto com duração de 10 meses, (60 dias é o Grace period – que é o tempo que o governo concede aos estudantes para viajar após o curso), se depois deste período ele sair dos EUA, terá que retornar ao consulado fazer um novo visto.

- O aluno obrigatoriamente precisa frequentar a escola por no mínimo 20 horas semanais, a ausência pode resultar em cancelamento do visto.

Dica: Pedir para alterar o visto nos EUA pode ser mal visto perante o governo. Enquanto um visto tirado no exterior leva em média 20 dias, por aqui pode levar mais de 6 meses. Portanto venha com o visto adequado para o seu perfil para evitar contra-tempos.

Quer saber mais informações de como estudar na Bay Area? Mande um e-mail para contato@acontecenovale.com ou visite nosso blog parceiro: acontecenovale.com

Quer saber mais sobre o programa de Assessoria Estudantil? Veja esse link aqui.

Publicado em Uncategorized | 4 comentários