De Sausalito para Tiburon de bike

O passeio de bicicleta mais famoso por aqui é o que cruza a Golden Gate e vai até Sausalito, voltando de ferry pra Sāo Francisco. Eu conto ele todinho, com detalhes nos posts desse serie aqui. Mas apesar de ser o mais famoso, está longe de ser o único. Essa região cada vez se adapta mais a esse meio de transporte, com novas ciclovias e cada vez mais pontos e lojas para aluguel de bicicletas. Ontem testei o passeio entre Sausalito e Tiburon, as duas cidades mais simpáticas do lado Norte da Baía de São Francisco.

Aluguei a bicicleta em Sausalito, na loja The Sausalito Bicycle Company, quase no centrinho. Achei o preço pedido pelo aluguel das bicicletas bem razoável, e paguei  $25 por 4 horas, que é o tempo necessário pra curtir com calma esse passeio, que  é feito numa mistura de ciclovia e ruas, mas é bem seguro; os carros respeitam bastante as bikes e várias vezes pararam pra podermos atravessar as ruas com mais segurança.

Vários tipos de bicicleta pra escolher

Vários tipos de bicicleta pra escolher

Na saída da loja, a ciclovia funciona ao longo da rua, mas a calçada ali é bem vazia, então pedalamos quase o tempo todo por ela, até a entrada da ciclovia propriamente dita, que fica à direita da entrada da freeway. A partir daí, a pedalada é no plano, no meio da natureza. Aqui uma pausa pra explicar que existem 2 caminhos, um mais curto e outro mais longo. Resolvi fazer o caminho mais longo nessa primeira vez, porque achei que depois de fazer o mais curto, não voltaria pra testar o mais longo. :-)

A entrada ao lado da freeway e a ciclovia

A entrada ao lado da freeway e a ciclovia

Até vimos um hidro avião levantando voo.

Até vimos um hidro avião levantando voo.

Acho que esse patinho tinha dias. Tão bonitinho.

Acho que esse patinho tinha dias. Tão bonitinho.

Quando a primeira ciclovia termina, chega a parte mais chatinha do percurso, pois é preciso passar por cima da freeway; mas é só chato, foi bem fácil porque todo mundo parou pra deixar a gente passar. Logo você encontra a ciclovia novamente. Primeiro, junto com os carros, mas depois vem um bom pedaço por cima da água e com bonitas vistas da Baia.

Chegando em Tiburon, a ciclovia volta a ser junto com os carros, mas aí você já esta no centrinho da cidade, e os carros passam muito devagar por ali. Já dá pra avisar o mar, onde há um grande parque gramado na beira da água, que foi onde sentamos pra descansar e comer nosso sanduíche, que caiu muito muito bem.

61

Se você nāo levou lanchinho, existem vários cafés e lugares pra comprar alguma coisa pra comer apreciando a bonita vista de Sāo Francisco com o vai e vem dos ferries. Nosso passeio todo demorou 4 horas, mas acho que no geral, pedalamos mais devagar que a média das pessoas, fora que eu parava a cada 200 metros pra tirar fotos e documentar o caminho. Acredito que dê pra fazer em 3 horas tranquilamente.

A recompensa final é a vista linda da cidade.

A recompensa final é a vista linda da cidade.

Essa pedalada também pode ser feito de outras formas. Dá pra ser uma extensāo do passeio que sai do Fisherman’s Wharf e atravessa a ponte e desce pra Sausalito. Lá, ao invés de pegar o ferry de volta pra Sāo Francisco, você pedala mais um pouco até Tiburon, pegando o ferry de volta em Tiburon.

Outra forma, essa recomendada para os mais preguiçosos, que querem curtir  bike por aqui, é alugar a bicicleta em Sāo Francisco, pedalar até o Pier 1 ou Pier 39 e pegar o ferry pra Sausalito com a bike a bordo. Chegando em Sausalito, pedala-se até Tiburon, onde você pega o ferry de volta pra Sāo Francisco. Isso vai dar por volta de uma hora de pedalada, mas você pode sair com ar vitorioso e vai poder sempre contar que pedalou na Baía São Francisco.

Publicado em Bicicleta, California, Programas pra adolescentes, Programas pra crianças, Programas pra locais, São Francisco, Sausalito, SF pra estudantes, Tiburon | 1 comentário

Tuba, um ótimo restaurante turco no Mission District

Semana passada tive um jantar em ótima companhia e num ótimo restaurante. Tá bom, né? Fui jantar com a Mirella, do Mikix e da Viajoteca, e com a Mari, do Idéias na Mala. Nosso destino? Um restaurante turco delicioso, no meio do Mission District, o Tuba.

O restaurante é bem tranquilo e não tem nada de sofisticado. A decoração é correta, o bairro é gostoso e o atendimento, a maioria feito por  turcos legítimos, é muito bom também.

Logo de entrada veio um pão turco quentinho com manteiga e queijo feta. De jantar, fomos de Mussaka, uma especie de lasanha de beringela que eu adoro, e é muito difícil de ser leve. Essa era levissíma. A Mari foi de costeletas de carneiro assadas por 3 dias, e a Mirella foi de Kafta, com um perfume delicioso das especiarias turcas. A sobremesa, um bolo de chocolate com ganache, foi a única coisa que poderia ter sido melhor. O resto foi nota 10.

Tudo isso saiu por $25 dolares por pessoa, com gorjeta e taxas já incluídas.  Vai lá, recomendo muito.

Tuba Restaurant: 1007 Guerrero Street – Mission District ( Bart – 24th Mission)

Publicado em Restaurantes em SF, Restaurantes pra locais, São Francisco, Sao Francisco a pé | Deixar um comentário

Hayes Valley, um pouquinho da Europa por aqui

Já ouvi bastante gente dizendo que São Francisco nem parece estar nos Estados Unidos, e que tudo é tão diferente por aqui. Realmente as pessoas, o clima, a geografia são únicos. Muita gente também compara a cidade à Europa, e se existe um lugar aqui parecido com a Europa, esse lugar é o Hayes Valley.

rua1

p

rua 2

O pedaço mais gostoso do bairro fica na Hayes Street, entre a Franklin Street e a Buchanan Street.  Esses poucos quarteirões, e algumas ruas transversais concentram uma infinidade de restaurantes com mesinhas calçada, barzinhos e boutiques locais. Várias lojas de sapatos, misturam-se a lojinhas de decoração e artesanato, artigos para casa e roupas de esporte.

rest

Mas o que gosto mesmo lá é o clima descontraído, com muita gente conversando  e tomando cerveja ou vinho, nas mesinhas na calçada. Principalmente aos sábados e dmingos à tarde. E cheio de cachorros, lotado de cachorros na calçada, esperando pacientemente seus donos acabarem o papo pra passear com eles, ou é passeando com eles.

Não disse que tem cachorros  por todo lado?

Não disse que tem cachorros por todo lado?

As lojas também são originais, vi coisas lá que nunca tinha visto antes. Olha só:

Tudo nas lojas é lindo. Fiquei maluca com as estátuas na vitrine e com a almofada de gatinhos.

Tudo nas lojas é lindo. Fiquei maluca com as estátuas na vitrine e com a almofada de gatinhos.

E esses sapatos super fashion?

E esses sapatos super fashion?

O Hayes Valley fica logo atrás do Civic Center, e se você gostar de uma caminhada, dá até pra ir à pé da Union Square até lá. Só não faça isso de noite, porque vai precisar passar pelo Tenderloin. De resto, é um passeio super gostoso pra fazer durante o dia, ou numa tarde do final de semana. Ah, a área também fica lotada pro brunch de domingo.

map2

Publicado em California, Hayes Valley, Programas pra locais, São Francisco, Sao Francisco a pé, São Francisco de carro | 3 comentários

Intimate Impressionism, em cartaz no Legion of Honor

Desde o dia 29 de março, o Legion of Honor Museum,  apresenta  a  exposição Intimate Impressionism, que traz por volta de 70 quadros impressionistas e pós-impressionistas, da coleção da  National Gallery of Art in Washington, DC.

national gallery

Esse lote de quadros ficou liberado para exposições fora de Washington, devido ao fechamento da ala leste da National Gallery, para reforma. São Francisco foi a primeira cidade a exibir quadros com as bailarinas e os cavalos de corrida de Degas, natureza morta de Paul Cézanne e as mulheres jovens de Renoir.

O Legion of Honor também está com outra belíssima exposição, de que falei aqui.

Até dia 3 de agosto no Legion of Honor Museum – 100, 34th Avenue. Veja como chegar lá com transporte público aqui.

Publicado em California, Museus, São Francisco | 1 comentário

Inglês no City College – modo de usar

Mais um post pra ajudar quem vem estudar inglês em São Francisco. Este foi escrito pela querida Fernanda, que morou aqui durante um ano e ajudou muito, com várias respostas pros leitores aqui do blog. A Fernanda estudou no City College de São Francisco,  e escreveu esse post respondendo uma das dúvidas que mais aparecem entre os estudantes aqui: Afinal, tem curso de inglês grátis no City College?

“Vi muita gente no blog com dúvidas sobre o City College. O site deles é confuso e realmente dá a impressão que só existe curso pago para estudantes internacionais. Vou tentar explicar um pouco o que eu entendi do site, já que estudei lá e vi qual a diferença entre os cursos:

Quando você clica em International Students, para eles, isso significa aqueles estudantes que vão exclusivamente para o City College e inclusive moram lá (housing) ou em moradias indicadas por eles, precisa ter seguro saúde, ou seja, esse estudante vive no/para o City College e os cursos são pagos.

Se você vai morar/já mora em SF e quer fazer cursos de graça, no caso do City College, esses cursos são os “Non credit courses”, que você acha no site clicando em “Admissions – Non Credit admissions”. Isso significa que esses cursos são de interesse da comunidade local e que não te dão crédito para a faculdade. Crédito para faculdade significa que vai contar no currículo da faculdade, como quando eles exigem que você tenha um curso de inglês certificado antes, então esse não conta, principalmente porque não exige presença, você entra em qualquer fase do curso e não tem prova.

No caso do curso de inglês, no City College tem o nome de “English as a second language” e ele é administrado no campus John Adams, no cruzamento da Masonic Ave com a Hayes St.

O City College tem 9 endereços em SF, cada um mais tendente a determinados assuntos. O site indica que todos possuem os “non credit courses”, mas em áreas diferentes.

Você pode fazer o “application” (requerimento para a matrícula (enrollment) no curso) no site ou no próprio campus. Aí eles dizem que precisa fazer um teste de inglês antes, mas no meu caso, no mesmo dia que eu me inscrevi, foi só subir e conversar com uma professora, que ela escreveu em um papel qual era o meu nível, quem era a professora/professor, etc.

Tem vários horários e vários cursos. Os cursos da manhã são os mais cheios, na minha classe tinha umas 60 pessoas, maioria asiáticos (nada contra asiáticos, mas o sotaque deles é complicado de entender!).

Geralmente tem aulas diferentes umas seguidas das outras. Quando eu fiz, tinha um de gramática antes do meu e um de interpretação de texto depois. Logo depois do almoço tinha o mesmo do meu ministrado por outro professor com bem menos alunos e em algum horário tinha Business English. Eu conheci uma brasileira (tem pouquíssimos brasileiros lá) que fazia todos!!! Ela chegava lá às 8 da manhã e só saía umas 15:30. Sim, pode fazer vários cursos e todos de graça.

Na minha opinião, os cursos de inglês de graça do City College são para quem não vai passar um tempo com o propósito específico de aprender inglês, nem para quem tem pouco tempo, pois são cursos semestrais e como eu disse anteriormente, as salas são muito cheias, você pode entrar a qualquer momento do curso (não importa se no começo do semestre ou não), não exigem presença e não não tem avaliações, na verdade eles dão uns testes de vez em quando e não importa se você faça ou não, os testes são para você mesmo se avaliar. Além disso, eu achei que eles colocam em uma mesma sala pessoas com níveis diferentes de inglês, o que prejudica um pouco na hora de fazer os exercícios em dupla.

Por outro lado, eu amei a minha professora, a Camila, uma senhora muito articulada e com um enorme jogo de cintura, daquelas que entendem qualquer sotaque. Para quem mora em SF, quer melhorar um pouco o inglês ou já fala, mas quer mais um pouco de gramática, é disciplinado e se dedica, vai todos os dias, faz os deveres de casa, faz os testes, vale como qualquer curso de inglês. No meu caso foi perfeito, pois eu não queria nada com muito compromisso, pois me dividi entre a casa, as crianças, academia e curso de inglês. E lá fiz amizades para o resto da vida. Espero ter ajudado a quem tem dúvidas sobre o City College.”

Tenho certeza que sim, Fernanda. Muito obrigada, de novo. Beijo pra você.

Publicado em California, Estudos, Perguntas + frequentes, São Francisco, SF pra estudantes | 1 comentário