Carmel

Roteiro na California: De Las Vegas a Los Angeles, passando por São Francisco e Napa

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Moro na California desde 2003 e, desde que cheguei à região de São Francisco, me pedem muitas dicas de roteiro na California. Neste post, apresento um roteiro que o Fred, leitor do blog, me mandou.

Todo o roteiro foi lido e revisto por mim, Maryanne, autora do blog e guia turística na região.

Este roteiro na California está pronto para você usar na sua viagem. Como cada pessoa, família e grupo tem gostos, tempo de viagem, orçamentos e objetivos bem diferentes, deixe sua pergunta nos comentários , se quiser mais informações. Vou tentar ajudar!

Boa viagem pela California!

roteiro na California

Introdução

Este roteiro na California foi partilhado pelos seguidores Fred e a Ana, contando a viagem deles entre São Francisco, Las Vegas, Yountville, HW-1 e Los Angeles.

  • Duração: 19 dias / 17 noites
  • Geral:
    • Quatro noites em Las Vegas, com direito a casamento (renovação de votos) – clique aqui para ver o roteiro destes dias em Vegas;
    • Quatro noites em São Francisco;
    • Duas noites em Yountville / Napa Valley;
    • Quatro noites na Highway 1;
    • Três noites em Los Angeles.

Roteiro na California: de São Francisco a Los Angeles

Roteiro na California: Quatro noites em São Francisco

Depois de quatro dias em Vegas (clique aqui para ler o roteiro em Vegas) com direito a casamento/renovação de votos, Elvis, Limusine, Cirque du Soleil, show de Placido Domingo e outros mimos, voamos para San Francisco para começar nosso roteiro na California.

Não ficamos no Fisherman’s Wharf, nem nos arredores da Union Square. Subimos as ladeiras e nos instalamos em Nob Hill. É mais ou menos como fugir do centro em Buenos Aires e se hospedar na Recoleta. Claro que a Recoleta de San Francisco tem umas ladeirinhas, mas é justamente pra isso que existe o Cable Car, não é mesmo? As três linhas do Cable Car cruzam Nob Hill.

Chegamos em nosso hotel no final da tarde e descemos até a Union Square para tomar três providências que todo turista que vem a São Francisco deve adotar o quanto antes. Anote isso:

Comprar Muni Passport

Comprar o Muni Passport para subir e descer à vontade do Cable Car por três dias consecutivos e ainda usar outros veículos, como o ônibus e o também histórico bondinho amarelo (linha F). O Muni Pass está à venda em vários pontos. Compramos os nossos numa Walgreens, entre Nob Hill e Union Square.

Comprar uma Parka

Passar na loja Uniqlo (111 Powell Street) para comprar parkas, aqueles casacos de plumas levinhos e dobráveis, à prova do vento congelante do Pacífico. Custam por volta de 70 dólares. Os coletes também são ótimos para usar por baixo da roupa, quando não está tão frio.

Esta foi uma dica providencial aqui do Hotel California Blog!

Comer no Cheesecake Factory

Entrar na Macy’s da Union Square, subir de elevador direto até o 8º andar e comer na Cheesecake Factory!

roteiro na California

Dizem que as filas de espera são sempre grandes, portanto ficamos felizes com os nossos quinze minutos. Também já estávamos avisados de que os pratos são gigantes, então compartilhamos um espaguete a carbonara (escoltado por um zinfandel tinto) e, de sobremesa, um cheesecake original.

Cable Car – Lombard Street – Ghirardelli Square – Fisherman’s Wharf – Alcatraz

Roteiro na California com Vista da Coit Tower em San Francisco

Na manhã seguinte, subimos no Cable Car em Nob Hill e descemos na Lombard Street (pegue a linha Powell-Hyde). Depois de fotos das vistas de Alcatraz e da Coit Tower, ziguezagueamos ladeira abaixo e, de lá, andamos até Ghirardelli Square, onde compramos os famosos chocolates para presentear pessoas queridas que não fazem regime.

Continuamos até o Fisherman’s Wharf e entramos na Boudin Bakery, mas não provamos a tradicional clam chowder (sopa de moluscos servida dentro do pão), porque o dia estava muito quente. Nesse mesmo dia, Ana estrearia sua parka em Alcatraz. O tempo em São Francisco é assim mesmo!

Andamos mais um tiquinho até o Pier 39 (muito bacana) e procuramos a Crab House, imbuídos do firme e inabalável propósito de detonar um king crab. Para acompanhar, pedimos um Mondavi “Fumê Blanc” (foi com esse nome que os americanos rebatizaram a uva Sauvignon Blanc no Vale do Napa).

Crab House - San Francisco

Chegou a hora marcada do barco que nos levaria até Alcatraz!

Depois de uma rápida travessia de barco, com bonitas vistas da Baía de San Francisco e da cidade, chegamos em Alcatraz. Na ilha, cada um percorre as instalações no seu próprio ritmo, munido de um audio-guia (em vários idiomas, inclusive português) contendo histórias da prisão e depoimentos de guardas e prisioneiros, que transportam a gente para aquele mundo.

Chinatown – Painted Ladies / Alamo Square – Ferry Building

Começamos o dia seguinte por Chinatown, que ficava a dois passos do nosso hotel. Era sábado e havia uma enorme feira na Grant Avenue, principal artéria do bairro, com barracas de bugingangas e comidas típicas.

Roteiro na California com passagem pela Chinatown de San Francisco

Visitamos a fábrica de biscoitos da sorte, a Old Saint Mary’s Cathedral e saímos de Chinatown pelo Dragon’s Gate. Ou melhor, saímos dos limites oficiais do bairro, porque a comunidade oriental está presente em toda a cidade, com impressionante quantidade deles trabalhando nos hotéis, restaurantes e lojas (a Chinatown de São Francisco é considerada a maior fora da Asia).

Caminhamos até a Market Street, onde pegamos o ônibus 21 para ver o conjunto de casas vitorianas conhecidas como Painted Ladies, na Alamo Square. De lá fomos ao Ferry Building Marketplace, uma espécie de Ceasa de primeiro mundo.

Golden Gate Bridge – Sausalito – Marin Headlands

No nosso último dia em São Francisco, pegamos o carro pela manhã na locadora e fomos em direção à Golden Gate Bridge. Paramos nos mirantes que ficam antes e depois da ponte e tiramos trocentas fotos.

roteiro na California

Almoçamos na aprazível Sausalito e depois partimos para os mirantes de Marin Headlands, na Conzelman Road.

No dia seguinte, cruzamos de novo a Golden Gate, deixando as ladeiras de San Francisco para trás. Nesse momento, a lembrança da canção de Tony Bennett é inevitável: “I left my heart in San Francisco”… mas logo começaram a aparecer na estrada as placas do Napa Valley e nossos corações de viajantes voltaram a bater forte.

Roteiro na California: Duas noites em Yountville / Napa Valley

Saímos pela manhã do nosso hotel em Nob Hill, atravessamos a Golden Gate Bridge e deixamos a bela San Francisco para trás, rumo aos vinhedos do Napa Valley, segunda parada do nosso roteiro na California.

Fizemos o primeiro pit stop em Sonoma. O painel do carro marcava 99 graus Fahrenheit, ou seja, uns 37 graus centígrados. Com aquele solão, não deu pra explorar muito a bonita Sonoma Plaza. Corremos para o The Girl & The Fig, simpático e concorrido restaurante juntinho da praça.

Domaine Carneros em Napa
Sente no pátio de degustação pra apreciar a vista linda da Domaine Carneros

Um pouco mais adiante, paramos no belo chateau da Domaine Carneros, vinícola do grupo Tattinger, de Champagne.

Em seguida, entramos na cidade de Napa (aquela que dá nome ao Vale) e fizemos uma paradinha no Oxbow Public Market. Percorremos o estiloso mercado e até provamos uns azeites exóticos.

Dirigi mais quinze minutinhos até chegarmos ao Napa Valley Lodge, nosso hotel em Yountville. Nos apresentamos no check-in e, antes mesmo de completarmos os formulários, ganhamos duas taças de espumante geladinho. A vida sabe recompensar os bravos!

Depois de descansarmos, jantamos no badalado Bouchon. Longe da gente dizer que estava ruim, mas tínhamos expectativas maiores, diante da fama do lugar e da sua estrela Michelin.

Chateau Montelena – Hall Wines – Beringer – Robert Mondavi – Yountville

Placa de Napa Valley

Na manhã seguinte acordamos cedo para aproveitar o dia no Vale. Dirigi até o Chateau Montelena, em Calistoga. Ficamos felizes ao vermos aquela legendária propriedade, dona do Chardonnay 1973 que venceu o “Julgamento de Paris” e, ao lado de outros brancos e tintos californianos, mudou definitivamente a história do vinho em todo o mundo.

Como já tínhamos feito um wine tasting na loja do Chateau Montelena em San Francisco, rumamos para nosso tour na Hall Wines, em Santa Helena, agendado para o meio-dia.

O Wine Educator Alberto de Lima ( nota do blog: ele não está mais lá) já nos aguardava. Ganhei uma taça de Sauvignon Blanc geladinho e começamos o tour pela bonita propriedade, que preserva uma antiga construção em pedra, ao lado da moderna sede envidraçada, de onde se pode ver as videiras ao redor. Obras de arte postas no meio dos vinhedos completam o cenário.

Com seu português lusitano, Alberto nos falou da história da Hall Wines e saciou um pouco de nossa curiosidade sobre o Napa Valley e outras regiões vinícolas da Califórnia. A cereja, ou melhor, a uva do bolo foi uma degustação de três ou quatro ótimos signature Cabernets (é assim mesmo que eles se referem aos Cabernets da casa).

roteiro na California

Praticamente em frente à Hall está a V. Sattui Winery, com seu excelente mercado italiano. Atravessamos a CA-29, escolhemos nossos sanduíches gourmet e nossos vinhos e sentamos lá fora, numa das disputadas mesas de picnic, junto aos vinhedos.

Depois visitamos a Beringer, uma das mais antigas e bonitas vinícolas do Vale, e terminamos a wine trip na emblemática Robert Mondavi.

Aproveitamos o resto de luz do sol para passear na pequena Yountville e comprar uns petiscos na Boudin Bakery, para a viagem do dia seguinte rumo à Highway 1.

Mas antes de deixarmos Yountville, tivemos um dos melhores jantares de toda a viagem, desde Vegas até Los Angeles. O nome do lugar é Bistro Jeanty. Anote aí!

Roteiro na California: Quatro noites na Highway 1

Saímos pela manhã de Yountville, rumo à Highway 1, a estrada essencial de todo roteiro na California! Resolvemos cruzar a Bay Bridge, já que tínhamos atravessado apenas a Golden Gate durante nossa estadia em São Francisco.

roteiro na California

Pacifica – Half Moon Bay – Pigeon Point Lighthouse – Carmel

A partir de São Francisco, alguns preferem adiantar a viagem pela CA- 101 e pegar a estrada que acompanha o mar mais na frente. Como estavamos sem pressa, fizemos questão de ver o mar desde o início: digitamos Pacifica no GPS, depois Half Moon Bay e Pigeon Point Lighthouse, onde descemos do carro pela primeira vez naquele dia.

Continuamos até Carmel, sem paradas, a não ser para o almoço num Burger King de beira de estrada. No final da tarde, chegamos ao hotel Pine Inn.

17 Mile Drive – Monterey – Big Sur – San Luis Obispo

No dia seguinte, percorremos lentamente a 17 Mile Drive, apreciando seus campos de golfe e vista points. Saímos pelo Pacific Grove Gate e chegamos em Monterey.

roteiro na California

Visitamos o aquário, absolutamente diferente de todos que já tínhamos visto. Comemos camarões no Bubba Gump e caminhamos na Cannery Row. Quer saber? Visite Monterey, com certeza, mas fique na caprichada Carmel.

Chegou, finalmente, o dia de percorrer Big Sur e o tempo estava ajudando muito. Paramos em vários e vários mirantes, tantos que só mais tarde descobri que alguns deles na verdade são acostamentos feitos para servirem de retorno (“Turn Around”), já que a estrada é estreita. Felizmente, até agora não chegou nenhuma multa!

Fomos percebendo, também, que é impossível parar em todos os mirantes e ficamos somente com aqueles mais movimentados. Outra boa ideia é não passar direto naqueles que estão sinalizados, que geralmente são os melhores. Fique de olho nas placas de “Vista Point”.

Chegamos no final de tarde no pequeno e familiar Garden Street Inn, em San Luis Obispo.

Santa Ynez Valley – Solvang

Na manhã seguinte, depois de um simpático breakfast on demand, incluído na diária, partimos para as vinícolas do Santa Ynez Valley.

Começamos pela Fess Parker Winery, na Foxen Road, onde o personagem Miles, do filme Sideways, resolveu afogar suas mágoas.

Ainda no clima de Sideways, visitámos a Andrew Murray Vineyards Winery, almoçamos no Los Olivos Café & Wine Merchant, jantamos no Hitching Post II e dormimos na dinamarquesa Solvang.

Solvang, California

Santa Barbara – Camarillo Premium Outlets

Seguimos viagem no outro dia, passando inicialmente na bonita Santa Barbara. Entramos de carro no pier, de onde se tem uma vista bacana da cidade, emoldurada pelas montanhas ao fundo.

Depois estacionamos nas imediações da estilosa State Street e exploramos um pouco suas calçadas e lojas. Almoçamos por lá, pegamos o carro e visitamos a preservada Old Mission, antes de continuarmos viagem até o Camarillo Premium Outlets.

Roteiro na California: Três noites em Los Angeles

Los Angeles foi o último destino do nosso roteiro na California. Como os estúdios de cinema e os parques de Anaheim não estavam em nossa wishlist, programamos somente dois dias para a cidade: um para Hollywood e Beverly Hills e outro para Santa Monica.

Placa de Hollywood, Los Angeles

Hollywood – Farmer’s Market – Beverly Hills

Começamos o primeiro dia por Hollywood Blvd. Caminhamos pela Calçada da Fama procurando a estrelinha do meu ídolo e xará Fred Flintstone, mas só encontramos celebridades menos cotadas.

Depois demos uma olhadinha por fora no Chinese Theatre e no Dolby Theater e pronto. Não era dia de entrega do Oscar.

De um mirante do Hollywood and Highland Shopping Center, vimos de longe (bem longe) o famoso letreiro de Hollywood. Nossas anotações diziam que existem lugares com vistas melhores e mais próximas do principal cartão postal da cidade, como a Canyon Lake Drive e o Griffith Observatory, mas ficamos felizes com o zoom da câmera fotográfica e partimos para o Farmer’s Market.

visitar o Griffith Observatory

O mercado de Los Angeles não é bonito como o Ferry Building Marketplace de San Francisco, mas é um lugar interessante para almoçar.Escolhemos o francês Monsieur Marcel, que além dos deliciosos Tuna Tartare e Moules Marinieres, tem uma sortida loja de vinhos e produtos gourmet.

Depois pegamos uns sorvetes pra amenizar o forte calor e fomos dar uma volta no The Grove, shopping a céu aberto colado ao mercado e também cheio de celebridades. Os paparrazi ficam na entrada do estacionamento, só esperando os artistas. Tem lojas bacanas e até uma Apple Store, que pode ser útil caso seu cunhado faça alguma encomenda!

Beverly Hills, Los Angeles

De lá fomos a Beverly Hills. Tiramos a inevitável foto na placa e caminhamos pela chique Rodeo Drive, até à super-chique Via Rodeo. Passamos reto na frente de grifes como Louis Vuitton e companhia.

Santa Monica

No dia seguinte fomos à célebre Santa Monica. Caminhamos até o enorme pier e traçamos no Bubba Gump aqueles camarões servidos nos cones. Depois de uma volta providencial na ajeitada Third Street Promenade, onde compramos as últimas lembranças de viagem, demos por encerrado o passeio.

Santa Monica

Favoritos do Roteiro

Para terminar este roteiro, eu e Ana nos arriscamos a fazer uma pequena lista do que mais gostamos em todo o roteiro, desde Las Vegas até Los Angeles:

  • Cidade grande: San Francisco
  • Cidade pequena: Carmel
  • Hotel de cidade grande: Aria Resort & Casino (Las Vegas)
  • Hotel de cidade pequena: Napa Valley Lodge (Yountville)
  • Restaurante com grife: Picasso (Las Vegas)
  • **Restaurante sem grife: ** Foremost Wine & Co (San Luis Obispo)
  • Café da manhã: Jean Philippe Patisserie (Aria Las Vegas)
  • Passeio: Alcatraz
  • Vista: mirantes de Marin Headland (San Francisco Bay Area)
  • Cartão postal: Golden Gate Bridge
  • Vinícola: Chateau Montelena (Napa Valley)
  • Estrada: Highway 1 (Big Sur)
  • Show: Elvis da Graceland Chapel, claro!

Nosso muito obrigado a Maryanne e seu Hotel California Blog pelo rico conteúdo que muito nos ajudou a desenhar e detalhar o roteiro!

1 Comentário

Deixe um comentário